As Brumas de Avalon

A história do Rei Arthur e seus Cavaleiros relatada através dos olhos das mulheres. Prá falar a verdade, relatada por sua própria irmã. Foi assim que Marion Zimmer Bradley apresentu seu livro, As Brumas de Avalon, para o mundo. As Brumas de Avalon é um livro que possui todos os personagens e objetos que ouvimos em nossa infância sobre a história de Arthur: possui a Excalibur, a Távola Redonda, Lancelot e Gwenhyfar… Mas desta vez, a história é contada de uma forma que explica todas essas coisas… De um jeito que não parece irreal. Na verdade, é completamente possível e racional.

Morgana, irmã de Arthur foi criada na Ilha de Avalon, onde aprendeu a dominar poder e sabedoria… Mas, ao mesmo tempo, enquanto ela está na pacata ilha (Que, devido ao Cristianismo, pode cair na inexistência do nosso mundo)a batalha contra os Saxões ocorre por toda a Grã-Bretanha.

O livro está sempre se passando em muitos lugares, cobrindo batalhas, e em pouco tempo, você começa a enxergar os acontecimentos pelos olhos de pessoas diferentes. Algumas vezes como soldados em batalhas, ou rainhas sozinha com suas damas de companhia em seus grandes castelos esperando seus maridos voltarem da guerra… É uma leitura inacreditável e a melhor história sobre a legião de Arthur que eu já li. Bradley com certeza escreveu aqui uma de suas melhores histórias.

A história é composta por quatro livros (A Senhora da Magia – livro Um; A Grande Rainha – livro Dois; O Gamo Rei – livro Três; O Prisioneiro da Árvore – livro Quatro). As capas postadas compreendem os quatro livros. Eles não são grossos (cada um possui cerca de 300 páginas) mas, as vezes, eu queria que a história fosse maior, prá que eu pudesse lê-la por mais tempo.

O livro cobre anos da vida dos personagens e nós conseguimos realmente sentir como a vida era vivida naquela época. As pesquisas que Marion Zimmer Bradley fez para escrever a história são incrivelmente ricas e permitem detalhadas descrições dos lugares e roupas usadas… Além disso, os ritos pagãos e suas festas (Você verá os festivais de Beltane, que prá mim, foram fascinantes). Fora a ficção, (ou realmente pode ter acontecido, na verdade?) da vida de Arthur, nós podemos perceber como a Igreja Católica crescia e ganhava poder espalhando suas vontades por toda a Europa. Todas as outras religiões oprimidas, e a fé dos povos pagãos e seus templos desmoronando, o esforço para manter os cultos e a cultura dos pagãos para permanecer nesta terra é impensável ao longo do livro.

Bem, acho que disse o bastante sem contar detalhes sobre a história. As Brumas de Avalon é um livro de fantasia, romance, drama, tudo ao mesmo tempo. Um conto incrível com personagens fascinantes. Eu provavelmente irei postar mais algumas outras coisas sobre o livro a medida que for avançando na leitura. Espero que tenha gostado, e como é escrito no livro “Que a Deusa abençoe você.” 😀

Anúncios

Sobre Wesley Lopes

Criador, administrador e resenhista deste blog. Estudante de Medicina e bookaholic assumido. Também é fã de filmes, séries de TV e música.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Ficção Histórica/Romance Histórico, Romance e marcado . Guardar link permanente.

7 respostas para As Brumas de Avalon

  1. gabriel rossetti disse:

    primeiro post *-*
    tentei ler brumas de avalon uma vez mas achei uma merda hauifhiudashfiua acontece

  2. Cassy disse:

    É Gabriel, realmente a visão feminina pode não agradar todo mundo. Se vc tem interesse em ler algo sobre o Rei Artur, sugiro que vc leia Bernard Cornwell. Ele escreveu uma trilogia baseada na lenda do Rei Artur chamada As Crônicas de Artur. Obrigada por visitar o blog.

  3. johnatan disse:

    Eu li só dois livros e meio (não terminei o terceiro) de As Brumas de Avalon e é realmente incrível como a Marion descreve aquela época, com uma abordagem exuberante e contando uma trama com personagens marcantes (pra mim a morgana e a morgause ficaram ecoando na cabeça dias, mesmo após a leitura). a trama é complexa, mostrando não só a trajetória de Arthur e as mulheres presentes nessa história, mas a magia que envolve tudo ali. magia primitiva, natural, crença divina em pleno combate com a cultura cristã. tem suas partes chatas sim, mas as partes boas compensam…abandonei por um bom tempo, mas vou retomar a leitura brevemente.

    • johnatan disse:

      ah. e o blog começou otimo.

    • Wesley disse:

      Johnatan, interessante. A primeira vez que peguei prá ler As Brumas de Avalon, também larguei no meio do terceiro livro, não consigo me lembrar porquê. Porém não saber o fim da história sempre me perturbou e só agora tive chance de retomar esse conto incrível. O Arthur é sempre o personagem central das histórias, mas em As Brumas, é de certa forma diferente, porque a Morgana é muito mais focada e as coisas que acontecem em torno dela (como a vida em Avalon e os rituais pagãos, que como disse no post, achei muito legais). O legal também é que a história se inicia muito antes do Arthur realmente nascer e então podemos entender que, de certa forma, ele foi apenas um peão. Ele foi concebido com a intenção de ser rei um dia, mas não posso falar disso aqui, inclui spoilers. hehe.
      O livro é muito bom mesmo, te aconselho a voltar a ler, não vai se arrepender. E quando tiver lendo, vem aqui no blog comentar suas impressões sobre a continuação da história. Abraço!

  4. Pingback: A Série Avalon, por Bradley & Paxson | D R A G O N M O U N T .:. B O O K S

  5. Pingback: Divulgação: As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley | .:.Dragonmountbooks.:.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s