Resenha: As Mentiras de Locke Lamora, de Scott Lynch

Título: The Lies of Locke Lamora.

Autor: Scott Lynch.

Publicação: 27 de junho de 2006.

Número de páginas: 722 páginas, paperback (brochura).

Editora: Bantam Books (USA).

ISBN: 9780553588941.

Onde comprar: Livraria Cultura.

 ARTIGO ATUALIZADO EM 27 DE AGOSTO DE 2013

The Lies of Locke Lamora é o primeiro livro de uma série planejada de sete volumes chamada The Gentlemen Bastards. É o primeiro trabalho de Scott Lynch e já lhe rendeu o nome entre os principais autores da nossa geração da Fantasia. O livro foi publicado em Portugal em maio de 2011 sob o título As Mentiras de Locke Lamora e apesar de muitos leitores portugueses gostarem da obra, a editora Saída de Emergência ainda não publicou o segundo volume Red Seas Under Red Skies, lançado originalmente no ano de 2007 nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Quanto à publicação da série no Brasil, a editora Sextante é a detentora dos direitos do livro, mas ainda não divulgou a data de lançamento da edição brasileira.

Scott Lynch também escreveu um romance de ficção científica intitulado Queen of the Iron Sands e os leitores podem ler os capítulos disponibilizados periodicamente pelo autor em seu site Lynch Industries.  Mais sobre o trabalho do autor será postado no blog. É só acompanhar as nossas atualizações.

Sobre o livro em si, eu gostei muito. O Scott tem um estilo bem diferente de envolver o leitor e a narrativa do livro, embora pareça mais complexa do que alguns leitores podem estar acostumados, aos poucos vai se tornando mais clara, à medida que os fatos mostrados pelo autor começam a se encaixar.

O que mais gostei foi do texto misturar muito bem alguns momentos tristes das personagens com diálogos bem construídos e com humor. Ri várias vezes durante a leitura. Mas Scott consegue dar a carga dramática certa para cada momento e a obra não é comédia.

O que me irritou um pouco no começo foram os Interludes, capítulos sem numeração sequencial em relação ao capítulo do livro. Porém com o  desenrolar da leitura, entendi serem de extrema importância para a trama, pois tratam de fatos e acontecimentos importantes para a estória e alguns são relativos à personagens. É meio chato como o autor os joga no texto, porque às vezes a trama está tão envolvente e você quer muito prosseguir na leitura, mas tem um Interlude no meio e você precisa lê-lo. Quero dizer, não tem como pular. As informações contidas nesses Interludes te ajudarão e muito a compreender o restante da história.

Mapa de Camorr, retirado do site: http://www.scottlynch.us

Quanto à trama em si, ela conta a história de Locke Lamora e um bando conhecido como Gentlemen Bastards. Na tradução portuguesa o bando recebeu o nome de Cavalheiros Bastardos. A estória se passa em Camorr, uma cidade cheia de canais e com uma disparidade social enorme. Camorr é a área de atuação dos Gentlemen Bastards e é muito bacana ler a forma como eles agem e usam de diversos recursos para conseguir colocar os seus planos em prática.

A diferença de Camorr para outros locais em outros livros e séries medievais está no fato de Scott usar um cenário da Veneza medieval, tirando um pouco o cliché das histórias fantásticas terem que acontecer em algum lugar que lembrar o território britânico na Idade Média.

Scott também faz uma bela analogia entre a vida de Locke e uma lenda local, conhecida como Thorn of Camorr (Espinho de Camorr, na tradução portuguesa). Locke é o tipo de personagem cuja personalidade é impossível não gostar, mas mina personagem favorita acabou se tornando o jovem Jean Tannen (o próprio Scott esclareceu que o nome Jean é pronunciado como na língua francesa).

O livro tem uma linguagem simples, não apelativa. Não também exageros de cenas sensuais. E embora alguns nomes e desinências sejam um pouco complicadas no começo de pronunciar, a leitura flui bem. Somente o começo, com eu citei acima que me causou um certo estranhamento. Acredito que era um problema comigo e vocês não terão dificuldades.

Por fim, quanto ao nome da série, para quem leva isso a sério (e respeito!). Sim, já vi algumas pessoas se referirem à série em inglês na foram singular Gentleman Bastard. O Scott Lynch mesmo usa ambas expressões. Portanto, acho que não precisa existir qualquer estresse quanto a uma forma correta de se dizer o nome da série.

Livro recomendadíssimo.  

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Fiel leitora de Stephen King. Fã de Supernatural, American Horror Story e filmes de terror. SJW. Green Ajah.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Resenha: As Mentiras de Locke Lamora, de Scott Lynch

  1. Rodrigopr disse:

    Curti muito o livro, uma parte tem aquela pegada de ’11 homens e um segredo’ num mundo fantástico. Eu particularmente gostei bastante, principalmente do meio pro fim.

    Aproveito para recomendar os livros ‘Prince of Thorns’ e ‘Furies of Calderon’.

    E parabéns pelo blog Cassy, 🙂

  2. shaftiel disse:

    Eu pensei que fosse gostar mais desse livro. Comprei para kindle com muito ânimo, mas, não sei bem o motivo, simplesmente não me agradou.É legal, mas tem algo que realmente não me chamou muita atenção e não me prendeu na narrativa.

  3. Pingback: Os 100 Melhores Livros de Fantasia de Todos os Tempos | D R A G O N M O U N T B O O K S

  4. Pingback: As Mentiras de Locke Lamora para março de 2014 | D R A G O N M O U N T B O O K S

  5. É um baita livro, eu gostei DEMAIS de Locke Lamora. O que mais me divertiu foram os diálogos sarcásticos da ganguezinha, isso não tem igual, ficou muito bom!

    Abração!

Deixem o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s