Resenha: A Dance With Dragons, de George R. R. Martin

Título: A Dance With Dragons.

Autor: George R. R. Martin.

Publicação: 12 de julho de 2011.

Número de páginas: 1040 páginas.

Editora: Bantam Books.

ISBN: 9780553801477.

Onde comprar: Livraria Cultura.

“From all corners, bitter conflicts reignite, intimate betrayals are perpetrated, and a grand cast of outlaws and priests, soldiers and skinchangers, nobles and salves, will face seemingly insumountable obstacles. Some will fail, others will grow in the strength of darkness. But in a time of rising restlessness, the tides of destiny and politics will lead inevitably to the greatest dance of all”.

Chegamos ao quinto e tão aguardado volume da série As Crônicas de Gelo e Fogo, A Dance With Dragons. As minhas expectativas quanto ao livro foram totalmente satisfeitas.

O livro já ganhou versão portuguesa pela editora Saída de Emergência, com o título A Dança dos Dragões. Porém a edição brasileira está prevista para ser lançada somente no segundo semestre de 2012.

Primeiramente, devo dizer que li muitas críticas sobre o livro. As principais versavam sobre a falta de ação e a forma de edição do livro.

Quanto à falta de ação, descordo, num livro de fantasia, mesmo que fantasia épica, ação não indica necessariamente a presença de batalhas. Mesmo se assim fosse, já aviso que ADwD tem ação sim. Já no que se refere à forma quanto foi editado, concordo em parte, pois há POVs que mereciam realmente ter entrado na trama e eram esperado pelos fãs da série, por exemplo, o tão prometido capítulo com Brienne, personagem que aparece no POV de Jaime.

E falando em Jaime, esse é outro ponto que concordo com a falha da edição, pois durante mais de 1000 páginas de livro, há somente um capítulo com Jaime. Alguns outros pontos de vista me pareceu, também mereciam continuidade. Bem, talvez seja uma jogada do autor. George R. R. Martin realmente faz muito bem suas tramas e nesse quesito, prefiro acreditar que foi uma estratégia do autor.

Mas vamos ao que interessa: a resenha. Podem ler sossegados, pois tive o cuidado de não soltar spoilers dessa vez.

A Dance With Dragons retoma os acontecimentos de A Tormenta de Espadas. É isso mesmo. Como eu já havia escrito na resenha de A Feast For Crows, os fatos narrados nos livros 4 e 5 transcorrem, em grande parte de ADwD, de forma paralela. George R. R. Martin, já garantiu em seu blog, que os aocntecimentos iniciados nos dois livros terão uma conclusão no sexto livro. Então é esperar prá ver.

ADwD trás de volta os personagens Jon Snow, Daenerys (espero ter escrito certo), Tyrion. Confesso que amei todos os capítulos com esse três personagens. Jon Snow me encata muito com o seu jeito bem parecido com Ned Stark. Dany governa com o coração e não apresenta a tão alegada insanidade dos Targeryens e Tyrion, sempre irônico e sarcástico.

Melisandre, a sacerdotisa vermelha, também ganha o seu capítulo. E sabe que até gostei dela! Gosto do jeito como ela trata Jon Snow e até Ghost gosta dela. Parece que a intenção do autor foi realmente nos dar uma melhor ideia da personalidade da personagem, mostrar que ela não é tão má assim. Aliás é recorrente nos livros da série o autor mostrar as diversas facetas do caráter de um personagem.

Barristan Selmy é outro personagem que ganha alguns capítulos e devo dizer bem interessantes, pois apresentam um conteúdo riquíssimo da história de Westeros.

Theon Greyjoy e sua irmã Asha também aparecem no livro. Os capítulos com Theon são fantásticos, cheguei a ficar com pena dele em diversas partes. Asha por sua vez, mostra mais fibra que o irmão e é uma personagem que vem ganhando minha admiração.

Outro personagem que entra na estória é Quentyn Martell, filho do príncipe de Dorne. Seu objetivo na trama é ajudar Daenerys. Quentyn tem uma importância no livro que está ligada aos dragões de Dany.

A trama ainda tem como personagens: Varamyr Sixskins (no prólogo), Arya Stark, Davos Seaworth, Cersei Lannister, Areo Hotah, Victarion Greyjoy e Kevan Lannister (epílogo).

E, por fim, mais dois personagens são introduzidos na estória. Trata-se de Griff e seu filho Young Griff. Os dois aparecem nos capítulos de Tyrion e depois Griff ganha o seu próprio ponto de vista. Griff e Young Griff são duas figuras que vão mudar os eventos da trama. Os lordes de Westeros que se cuidem.

É galera, Ned Stark estava certo. O inverno finalmente chegou!

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para Resenha: A Dance With Dragons, de George R. R. Martin

  1. Pingback: Lançamento: Os Reinos do Caos – parte 2 de A Dança dos Dragões | D R A G O N M O U N T .:. B O O K S

  2. Wesley Lima disse:

    O inverno chegou hahahah Tô no livro um e mal posso esperar para que isso aconteça! HAHA

    • Cassy disse:

      Estou feliz que vc esteja de volta ao blog, Boss. Agora tudo vai ficar bem mais dinâmico rsrsrsrs
      Espero não ter revelado muita coisa, porque as resenhas dos livros anteriores estão recheadas de spoilers e precisei tomar um cuidado danado para não revelar nada nesta resenha😀

  3. Wesley Lima disse:

    Que Boss o quê, você fez tudo sozinha, você é a Boss! Sim, agora com duas pessoas poderemos postar mais coisas no blog \o/
    E não se preocupe, não revelou muita coisa não, tranquilo😀

  4. fiacha disse:

    Olá desde Potugal😀

    Também acabei recentemente o livro e ainda estou espantado com a ponta final do livro. Adorei tudo apenas penso que Martin devia encerrar o ciclo Meeran, depois de tudo o que passamos já chegava😛

    Mas penso que os peões já estão no sitio certo, como o Bran (terá que ter um papel importante) e não tarda temos a volta quer dos Stark no Norte e dos Targarien ao poder.

    Bj e gostei de ler o teu comentário ao livro😉

    • Cassy disse:

      Muito obrigada, fiacha. O Martin é mesmo um escritor incrível e essa série está melhor a cada livro, embora o meu preferido ainda seja A Tormenta de Espadas. Concordo com tudo que vc falou. Sobre o Bran eu gostaria que Martin tivesse colocado mais capítulos, pois achei um dos melhores momentos do livro. Agora é aguardar o sexto livro.

      Volte sempre e se quiser acompanhe o blog pelo Twiiter e pelo Facebook também. Bjos😀

  5. Paulo Dores disse:

    Olá Cassy,

    Claro que vou seguindo o teu blog, já deu para perceber que temos gostos em comum, pelo que vi assim de repente Locke Lamora do Scott Lynch (que por cá só publicaram o 1º volume e não leio em inglês😦 ) e o mesmo acontece com a saga da Roda do Tempo do mestre Robert Jordan (que também e infelizmente só publicaram os 4 primeiros volumes por cá, logo no momento que as coisas estavam a tornar-se tão boas :(….enfim nem vou comentar.

    E mesmo martin lá dividem os livros em 2 como sabes, compensa mesmo aprender inglês.

    Não sei porque penso que não consigo tornar-me seguidor do teu blog (eu e a informática não nos damos muito bem LOL) coisas de corvos ehehehe.

    E quanto ao Martin, vai aparecendo tambem lá no grupo que abrimos (eu e o Lars) e comentando, pois há muita coisa interessante por debater😉.

    Já viste o comentário sobre a profecia da Mirri Maz Durr profetizou a Danny ? comenta😉

    Beijinhos

    • Cassy disse:

      Oh, Paulo, que imenso prazer te receber aqui. Temos mesmo gostos em comum😀 Fique a vontade para navegar pelo blog e deixar seus preciosos comentários. Pode ficar tranquilo que vou deixar os meus lá no grupo do Facebook também. Esotou pensando inclusive em adiconar o Wesley, meu acompanheiro aqui do blog, mas ele ainda está no lviro dois e tem medo dos spoilers. Eu vi o seu comentário sobre a profecia e cheguei a comentar, mas fiquei meio receosa de mandar algum spoiler para o pessoal que ainda não leu LOL Bjos e volte sempre😀

  6. Paulo Dores disse:

    Olá novamente😉

    Podes adicionar quem quiseres, serão sempre bem vindos.

    Quanto ao fazeres comentários estás a vontade, alias o grupo foi mesmo criado com o objetivo de se poder comentar à vontade os livros do Martin, pois não queriamos que os membros de um outro grupo (da coleção BANG) apanhassem com spoilers….claro que temos que ter cuidado e tentar avisar que tem spoilers😉

    Espero que o Wesley esteja a gostar, ai o que ainda tem pela frente LOL

    BJ

  7. Pingback: A Dança dos Dragões tem data de lançamento antecipada | D R A G O N M O U N T .:. B O O K S

  8. alexandre disse:

    eu queria saber se a Brienne realmente morreu responda sim ou não

    • Cassy disse:

      Oh, alexandre, ficaria imensamente feliz em esclarecer tua dúvida, mas uma simples resposta, seja ela positivia ou negativa, seria um spoiler enorme e outras pessoas poderiam ficar um pouco chateadas. Já fui chamada atenção quanto a alguns spoilers que escaparam em outras resenhas e estou refazendo todas por respeito aos visitantes e seguidores do blog. Espero que vc entenda a minha posição😀

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s