Resenha: O Herói Perdido, de Rick Riordan

Título: O Herói Perdido

Título Original: The Lost Hero

Autor: Rick Riordan

Publicação: 12 de outubro de 2010, nos Estados Unidos; 20 de maio de 2011, Brasil

Número de páginas: 439 páginas

Editora: Intrínseca

ISBN: 9788580570083

A série Percy Jackson e Os Olimpianos ganha uma maravilhosa sequência. Com o fim da guerra contra os Titãs, os semideuses terão um novo desafio, um inimigo mais antigo e mais poderoso ameaça despertar, o que poderá significar a destruição do mundo. E para piorar um herói está perdido e ninguém sabe como encontrá-lo. O Herói Perdido, primeiro livro da série Os Heróis do Olimpo, trás novos personagens, novas aventuras e novos desafios para os semideuses.

O livro também trás mais elementos da Mitologia Romana, mostrando que os deuses se adéquam a diversas formas de acordo com o país que passa a ser a sede do Olimpo, o que já nos havia sido contado na série Percy Jackson e Os Olimpianos.

Apesar do número de personagens não ser pequeno, toda a trama é desenvolvida pelo ponto de vista de apenas três personagens, que são os três novos semideuses encontrados e levados ao Acampamento Meio-Sangue. Piper McLean, Jason Grace e Leo Valdez são os personagens principais do livro e seus pontos de vistas são narrados nos capítulos que possuem o nome de cada um. Quero dizer, cada capítulo terá um ponto de vista diferente e para que possamos saber de quem é, Rick nomeou o capítulo com o nome do personagem cujo POV está em evidência. Não é algo muito novo no mundo literário, mas com certeza a trama ganha mais dinamismo. Muito embora Rick não escreva de modo muito difícil, afinal é uma série destinada ao público juvenil. Porém não faltam ação, aventura, mistério e drama.

Apesar dos três semideuses estarem cumprindo uma missão com o propósito, em principio, de resgatar a rainha dos deuses, eles têm os seus próprios problemas e conflitos pessoais para resolver.  A trama também ganha um enredo paralelo mais bem definido na parte final do livro, quando o autor nos dá uma ideia do que possa ter acontecido com o herói desaparecido.

Os Heróis do Olimpo é uma série que promete ser tão boa ou até melhor do que Percy Jackson e Os Olimpianos. Gostei muito desse primeiro livro e recomendo a leitura de ambas as séries.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Anúncios

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Resenha: O Herói Perdido, de Rick Riordan

  1. A série do Percy Jackson pra mim é foi uma daquelas em que você pega pra ler porque não tem absolutamente nada pra fazer e que no final se torna uma grata surpresa.
    A forma de escrita do Riordan é muito rápida, fluida e divertida. Me diverti lendo como a tempos eu não fazia.

    O Herói perdido ficou igualmente bom, mas por introduzir muitas coisas novas e ser o primeiro de uma nova série, você fica com aquela sensação de “está faltando algo”. Interessante foi uma filha de Afrodite que faz algo de relevante e, o melhor novo personagem, o Léo, que é o filho de Hefestus mais maneiro de todo o acampamento.

    E querendo ou não, eu senti falta o Percy. Ele é muito melhor que o Jason.

    • Cassy disse:

      Cara, também adoro o Leo rsrsrsrs Adoro personagens divertidos e ao mesmo tempo um pouco sofredores. Não achei a mínima graça no Jason, tenho que admitir, mas como vc mesmo disse a série está no começo e ainda não dá para tirar muitas conclusões. Comecei a ler os livros do Percy Jackosn asism mesmo, não tendo nada para fazer e adorei. Eu tinha um certo preconceito contra o Rick Riordan, mas me surpreendi bastante com a forma ocmo ele amarra as tramas e com O Heroi Perdido não foi diferente. Vou começar a ler O Filho de Netuno esta semana e posto a resenha em breve.

      • Eu achei o Filho de Netuno muito mais divertido do que O Herói perdido. A volta do Percy, descobrindo toda a coisa do Acampamento Romano e etc e a maneira como ele lida com as complicações ao longo do livro mostram porque ele é um personagem muito melhor do que o Jason.
        Os livros do Riordan não tem nada de espetaculares, mas conseguem ser divertidos. Dá gosto de ler.

        No Herói perdido você sente a história se formando, mas só no Filho de Netuno é que a coisa fica realmente boa. Eu acho que você vai gostar muito mais dele. Eu, pelo menos, gostei.

      • Cassy disse:

        Ah, espero que sim. O Percy é um muito bem construído e tem uma percepção bem maior do que os outros personagens da trama.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s