Resenha: The Path of Daggers, de Robert Jordan

The Path of DaggersTítulo: The Path of Daggers

Autor: Robert Jordan

Publicação:  20 de outubro de 1998

Número de páginas: 672 páginas

Editora: Tor Books

ISBN: 9780812550290

On the heights, all paths are paved with daggers.

Who would sup with the mighty must climb the path of daggers.

The Path of Daggers é o oitavo livro da série The Wheel of Time (A Roda do Tempo) e segue os eventos do sétimo livro, A Crown of Swords.

É um livro que me agrada bastante, apesar dos acontecimentos se darem de forma mais lenta do que nos livros anteriores.  O que eu gosto é a maestria de Jordan em mudar o foco da série para algo mais político sem, no entanto, precisar mudar a sua forma de escrita de forma demasiada. Apesar de que o foco na política é algo que já vem sendo tratado pelo autor desde o quarto livro, é a partir do sétimo e do oitavo volumes que se observa a importância de algumas atitudes tomadas pelas personagens anteriormente, principalmente no caso de Rand, que aliás tem se tornando cada vez mais rígido, a ponto mesmo de parecer um ditador.

Eu gostei também de ver o amadurecimento de Egwene, que realmente merece ocupar a sua posição na Torre Branca, embora fique claro que ela está, na verdade, sendo usado pelas Aes Sedai, porém ela tem conseguido reverter a desagradável situação a seu favor e é maravilhoso ler os trechos em que ela demonstra ter muita astúcia, mais do que as Aes Sedai que a tentam manipular pensavam.

Finalmente, nesse volume temos mais sobre os Seanchan. Quem leu o segundo livro da série com certeza vai se lembrar desse povo, que se diz descendente de Artur Hawkwing e servem a Empress e lutam por ela.  Eles possuem um exército super bem organizado e uma cultura bem diferente, com uma forma de hierarquia baseada na linhagem da qual cada membro pertença. Eles também possuem uma arma bem poderosa, comparada aos Asha’man de Rand. É uma sociedade que eu gosto bastante apesar de parecer que eles mais vão atrapalhar os planos de união das nações antes da Última Batalha. Um fato curioso desse povo é que eles conhecem as Profecias e eles têm a missão de levar Rand para Seanchan (o local de onde eles vêm) para a tal Empress, além de reconquistar Randland.

Eu gostei muito também da volta de outra personagem na trama. Nos livros anteriores era possível ver do que a loucura dessa personagem era capaz, inclusive em nome de Rand. Ela inclusive chegou a aparecer em um dos livros e depois so passou a ser mencionada. Em The Path of Daggers, temos novamente um encontro com o Profeta do Dragão, uma personagem se diz fiel a Rand, porém é capaz das maiores atrocidades em nome de sua crença em Rand. É o mais próximo de uma crítica ao fanatismo religioso que se tem na série e é brilhante ver a loucura nas palavras da personagem, o fanatismo e a arrogância de se achar o dono da verdade acima de qualquer outra forma de pensamento. É incrível.

Como sempre as conspirações e intrigas estão presente, porém, como no livro anterior, menos mascaradas e alguns dos conspiradores são revelados. Há também uma batalha incrível. Aliás, eu tenho que ressaltar que depois de Tolkien, as melhores cenas de batalha descritas em livros de fantasia que li foram nessa série. E com o One Power as cenas ficam ainda mais brutal. Algo realmente épico!!!!

Observação: Os livros e a franquia da série The Wheel of Time pertencem a © Robert Jordan.

As expressões The Wheel of Time™ and The Dragon Reborn™, e o símbolo com a cobra e a roda são marca registrada de Robert Jordan.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Resenha: The Path of Daggers, de Robert Jordan

  1. Sabe, eu pensei em comentar sobre sua resenha mas percebi que vamos acabar parando no mesmo ponto de sempre: O de que nenhuma droga de editora publica os livros por aqui! Que cacete! Eu quero ler WoT!

    • Cassy disse:

      O grupo dedicado à série lá no face está fazendo pressão na leya e na arqueiro. Vamos ver se dá certo, alguém tem que publicar essa série aqui, ainda mais agora que ela já está a ponto de acabar lá os Estados Unidos.

      • Aqui no Brasil eu sei que tem o 1 e o 2 lançados pela editora Caladwin (eu tenho, inclusive), o 3 e 4 eu sei que foi lançado em Portugal. Estranho como, mesmo vendo o sucesso que é GoT, as editoras por aqui insistem em negligenciar esse tipo de literatura.

      • Cassy disse:

        Pois é, Adriano, muitas séries de ótima qualidade já podiam ter sido publicadas aqui há muito tempo. É uma pena as editoras dormirem no ponto. Vamos ver se com a vinda da saída de emergência a fantasia épica ganha mais espaço.

  2. Pingback: Confirmado: a série The Wheel of Time será publicada no Brasil em 2013 | D R A G O N M O U N T B O O K S

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s