As Crônicas de Sookie Stackhouse

Olá, pessoal! Bem, eu não tinha certeza se escreveria um artigo sobre essa série ou não, pois não tenho intenção de reler os livros tão cedo para publicar resenhas aqui no blog, mas muitos sabendo que eu acabei de ler o último livro, queriam saber a minha opinião sobre essa obra da autora Charlaine Harris.

Neste artigo falarei somente da série principal, pois a Charlaine também lançou alguns contos com a Sookie, mas não li. A série de 13 livros, lançados de 2001 a 2013. Como muitos, eu acabei sabendo dos livros quando assisti o seriado True Blood da HBO e gostei bastante dos dois universos. Vou evitar comparar a série de livros com a série de TV.

O nome original da série é The Southern Vampire Mysteries, mas entre os leitores de língua inglesa é conhecida como Sookie Stackhouse Novels. Aqui no Brasil, a série foi publicada com o título de Vampiros Sulinos. Mais tarde, por outra editora, a série passou a se chamar As Crônicas de Sookie Stackhouse. Até o momento, seis livros foram publicados no Brasil e os direitos de publicação passaram para outra editora que até o momento não divulgou data de lançamento dos demais livros.  Em Portugal, a série é conhecida como Sangue Fresco e o último livro tem previsão de lançamento para este ano ainda.

Antes que perguntem, não faço a mínima ideia se a série é ou não outro Crepúsculo. Eu não li os livros da Stephenie Meyer, mas pelo que vi lendo os livros da Charlaine, assistindo a série de TV e, infelizmente, assistindo aos três primeiros filmes da franquia Crepúsculo, não vi nenhuma semelhança, a não ser o fato dos vampiros viverem nos tempos atuais. Em outros aspectos a Charlaine manteve o velho mito do vampiro bem próximo do que se v~e em diversos outros trabalhos de ficção vampiresca. Agora, gostar ou não de ler As Crônicas de Sookie Stackhouse vai depender de cada um de vocês e o que cada um de vocês vai tirar de proveito do texto da Charlaine.

Os treze livros da edição americana da série Fonte: puretextuality.com

Os treze livros da edição americana da série Fonte: puretextuality.com

Confesso que o que me atraiu foi mesmo a trama versar no fato dos vampiros se mostrarem para o mundo. E através dessa revelação, a autora faz um paralelo maravilhoso com a luta por direitos dos negros e latinos nos Estados Unidos. É uma visão totalmente americana, devo dizer, e só entenderá bem quem conhece, mesmo que um pouco, a história americana. A Charlaine faz uma analogia muito boa sob como os vampiros são visto na sociedade, se têm ou não os mesmo direitos dos seres humanos, há inclusive uma visão religiosa da coisa, com aquele típico comportamento (que já conhecemos de um certo deputado) exagerado e ultraconservador de uma instituição religiosa conhecida como The Fellowship of the Sun (não sei como foi traduzido em português, mas em tradução livre Irmandade do Sol).

Como eu disse entenderá isso, quem tem uma certa ideia do que se passou (e ainda se passa) nos Estados Unidos. A Charlaine mostra muito bem, através da protagonista Sookie, que nos narra os acontecimentos, de uma forma muito franca e sem poupar nada, porém com toques de humor, sarcasmo, cinismo e muita ironia.

Boa parte da trama se passa na cidade fictícia de Bon Temps, que fica no estado da Lousiana, no sul dos Estados Unidos, lá a garçonete Sookie Stackhouse conhece o seu primeiro vampiro, Bill Compton. A partir daí, Sookie é jogada no universo dos seres sobrenaturais e acaba descobrindo que existem muitas criaturas lendárias. E pior, descobre que os vampiros são os menos perigosos de todo esse grupo. Acho que isso resume bem a série toda em poucas palavras.

Geralmente, eu não gosto de misturas de seres sobrenaturais. Se quero ler um livro de vampiro, quero só ver vampiros e pronto, mas a Charlaine faz algo legal, bem desenvolvido, porém, em algumas partes, ela tende a descambar para algo muito Chick-Lit (literatura de mulherzinha), algo que não me agrada tanto. Por isso, evito recomendar esse livros para homens, apesar de saber que muitos leitores adoram. Não é sexismo da minha parte, mas já li alguns leitores dizerem que não gostaram da série porque é uma mulher que narra e a forma como a Sookie conta a história e tudo o mais. Desculpa esfarrapada, eu sei, mas certamente uma visão feminina dos acontecimentos é algo que agrada poucos leitores do sexo masculino. Então para não dizerem que só leram por minha causa e detestaram, prefiro passar a recomendação para as leitoras. Mas meninos, não se acanhem leiam e tirem suas próprias conclusões. A questão política e social da série é muito boa.

Agora vem o porquê eu estava tão relutante em escrever este artigo. Geralmente, publico aqui opiniões de livros que me agradaram ler. E os livros da Charlaine são bem agradáveis, mas com toda série com um número razoavelmente grande de volumes, As Crõnicas de Sookie Stackhouse não empolga tanto em seus livros finais. O décimo livro, Dead in the Family, que deveria encerrar a série, é o que muitos leitores chamam de “encheção de linguiça”. Mil perdões pelo termo chulo, mas é o que o livro é. Muitas fãs ficaram enfurecidas com a escritora depois disso.

De fato, a Charlaine não parecia muito confortável com sua aceitação da proposta da editora em aumentar a série para treze livros ao invés dos planejados dez. Quem pagou o pato dessa ganância todas foram os fãs da série, pois a Charlaine foi extremamente descortês com todos que criticaram o livro de forma negativa, mesmo aqueles fãs menos exagerados em sua reação. Os dois livros seguintes melhoram um pouco a situação da série, mas por serem livros com fechamento de trama, não foram suficientes para devolver o sentimento agradável que a série tinha (lembrem-se que eu disse que a autora já estava fechando tramas no nono livro e é um dos melhores livros da série).

Neste ano, a série finalmente chegou ao fim, e, apesar de muitos não terem gostado do final (na verdade, não gostaram de saber com quem a Sookie ficou no final) eu gostei do livro. O sentimento que fica é de uma boa série, que poderia ter sido a melhor obra de ficção vampiresca depois de Bram Stoker e Anne Rice, mas que por ter mais elementos acabou sendo apenas mais um romance paranormal.

Recomendo sim, para quem gosta desse gênero literário, realmente a Charlaine escreve muito bem e sabe fazer misturar os momentos tensos com humor sem descambar para o ridículo. A ressalva fica mesmo por conta da narrativa da Sookie, como eu disse, poucos gostam de ler algo pelo lado feminino. Eu gosto muito do ponto de vista da Sookie, gosto da visão da Charlaine sobre os vampiros e outros seres sobrenaturais, mas sou sincera, tem muitos defeitos, inclusive alguns pontos contraditórios, que infelizmente não poderei destacar por ser um mega spoiler.

Desculpe se o texto está um pouco ambíguo, mas eu realmente gosto da série, mas me juntei às leitoras que se decepcionaram com os quatro últimos livros, mesmo o último sendo o melhorzinho. Uma pena a autora não ter conseguido manter o excelente ritmo dos nove primeiros livros, que mesmo com alguns deslizes, são uma delícia de ler.

Bem, leiam se quiser. Estou deixando minha opinião para aqueles que pediram. Se um dia eu puder reler os livros publicarei as resenhas aqui. Deixo o aviso aos fãs da série, principalmente aqueles/aquelas mais passionais, que meu objetivo aqui é sempre ser sincera com quem visita o blog. Gosto da série, mas não pude deixar de destacar os pontos que me decepcionaram. Evitei falar muito de algumas personagem, nem mencionem alguns nomes, justamente para não mandar muitos spoilers. Entro em mais detalhes, quando e se eu fizer as resenhas dos livros.

Por fim, não posso deixar de alertá-los, amigos, que a série é voltada para o público adulto (18 +).

.:.Abraços e até a próxima.:.

Anúncios

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Curiosidades, Eventos, Fantasia e Ficção Científica, Ficção Vampiresca, Romance e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para As Crônicas de Sookie Stackhouse

  1. Pingback: After Dead – novo livro de Charlaine Harris será lançado em outubro | D R A G O N M O U N T B O O K S

  2. Pingback: Os 100 Melhores Livros de Fantasia de Todos os Tempos | D R A G O N M O U N T B O O K S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s