Conto The Strike at Shayol Ghul – prelúdio de The Wheel of Time

Redigindo a minha opinião sobre o livro A Memory of Light reparei o quanto ficaria vazia as informações sobre a série passadas aqui no blog se eu não fizesse um artigo contemplando este interessante conto batizado de The Strike of Shayol Ghul.

Como mencionado no título deste artigo, o conto serve de prelúdio para a série, pois narra o evento passado na  Era das Lendas referente ao ataque liderado por Lews Therin Telamon, o Dragão, ao local conhecido como Shayol Ghul, onde se encontra a prisão do temível Dark One.  O texto relata os momentos que antecedem aos eventos do prólogo Dragonmount, que aparece em The Eye of the World, primeiro livro da saga.

O conto foi publicado no ano de 1996 apenas no formato eletrônico e disponibilizado no site da editora americana Tor Books e, atualmente, pode ser lido nos sites e blogs dedicados à série. Na época de sua publicação a série estava no sétimo livro, A Crown of Swords. Uma versão do conto aparece também no guia ilustrado da série, publicado em 1997 The World Robert Jordan’s The Wheel of Time, nos capítulos intitulados The Fall into Shadow e The Breaking of the World.

Robert Jordan apresenta uma justificativa para a criação do conto através do prefácio traduzido abaixo (Aviso aos iniciantes, leiam por sua conta e risco ou pulem para o parágrafo seguinte):

Às vezes, os fãs me perguntam se eu pretendo escrever prequelas de The Wheel of Time. Enquanto alguns pedidos são para livros sobre The Trolloc Wars ou a ascensão e queda do Alto Rei, Athur Hawkwing, ou sobre as histórias de vida de várias personagens, os mais frequentes são para livros sobre a Era das Lendas e o seu final na Guerra do Poder, e a pergunta mais frequente é, creio, “Por que, quando os maiores feitos da Era das Lendas eram realizados por homens e mulheres trabalhando juntos com o One Power, o ataque final a Shayol Ghul foi executado apenas pelos homens?” No momento eu não pretendo escrever nenhum desses livros, mas não vou dizer que uma estória ou duas não possam surgir eventualmente. Normalmente, eu não escrevo contos. Meu editor afirma que para mim um conto significa cinquenta mil palavras. Em relação aos pedidos, entretanto…. eu acredito que esses fãs (e o resto de vocês) ficarão satisfeitos, por algum tempo, com o que segue, uma peça ficcional com um pouco de “não-ficção”, uma pela de uma Era chamada Terceira Era por alguns, uma Era que está por vir, um Era há muito passada… (tradução livre)

Apesar de ser um prelúdio, eu recomendo a leitura de The Strike at Shayol Ghul para aqueles leitores mais avançados na série. Isso porque as informações encontradas na série ajudaram a entender àquelas lançada no conto. Na verdade, as informações da série servirão para complementar as informações do conto, pois Jordan o escreveu de uma forma que repete a fórmula mítica da série, ou seja, tudo não passa de relatos, porém, no texto do conto, não foi possível um desenvolvimento mais amplo dos fatos narrados pelo autor, o que o deixou com a aparência de um texto seco, como definido por alguns leitores, ou quase vazio. Eu não concordo muito com isso, acho um excelente texto e está claro que Jordan não quis mesmo nos revelar muita coisa referente ao evento. E é para evitar que vocês fiquem com essa impressão de texto seco (seja lá o que for isso) eu o recomendo aos amigos mais avançados.

Lews Therin Telamon comandando seu exército Fonte: wot.wikia.com

Lews Therin Telamon comandando seu exército
Fonte: wot.wikia.com

O momento ideal para ler The Strike…, acredito ser aquele de acordo com a ordem de publicação, ou seja, quando vocês tiverem na metade da série. Entretanto, para os ansiosos que não conseguem esperar (e entendo a ansiedade de vocês) recomendo uma leitura posterior do conto assim que vocês chegarem ao sétimo livro. Também indico uma leitura quando vocês estiverem no penúltimo livro, Towers of Midnight, após a leitura dos pontos de vista do Dragão Renascido.

Quanto à trama de The Strike…, como mencionei acima achei excelente. Não posso negar que a fase da série na qual me encontrava contribuiu para que eu tivesse uma melhor identificação com o texto. Foi bom saber mais sobre as circunstâncias que antecederam à invasão a Shayol Ghul, bem como sobre o ataque em si e a sua finalização com a prisão do Dark One. E fora que reler um texto escrito em sua inteireza pelo Jordan foi maravilhoso, apesar do ótimo trabalho do Sanderson nos três últimos livros. Calma, defensores de Sanderson! Não estou falando mal dele, mas quem leu a série inteira, assistiu aos vídeos promocionais de A Memory of Light e se lembra bem do prefácio de The Gathering Storm vai entender perfeitamente o que eu quero dizer. Estou me referindo a um texto inteiro redigido somente pelo Jordan. Adoro o Sanderson e o que ele fez só aumentou  minha estima por ele e o seu trabalho, mas foi emocionante ler um texto só do Jordan depois de algum tempo.

Conto recomendadíssimo.

Antes de terminar o texto, gostaria de deixar uma outra recomendação. É o prólogo Ravens, presente em From the Two Rivers, o primeiro volume da versão YA de The Eye of the World, publicado em 2002. As edições mais recentes de The Eye of the World ainda voltadas para o público adulto não trazem esse prólogo, tão pouco a edição brasileira. Ravens aparece também na versão HQ/BD, lançada em 2009.

Contado sob o ponto de vista de Egwene, Ravens (link abaixo) nos apresenta Two Rivers anos antes dos principais eventos de The Eye of the World.

Fonte: http://wot.wikia.com/wiki/The_Strike_at_Shayol_Ghul.

Link para o conto em inglês: http://library.tarvalon.net/index.php?title=The_Strike_at_Shayol_Ghul.

Link para o conto em espanhol: http://www.espejosdelarueda.org/shayolghul.php.

Link para o prólogo Ravens: http://www.wattpad.com/78706-jordan-robert-wot-prequel-earlier-ravens#.UiEq5tI3sbA.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Conto The Strike at Shayol Ghul – prelúdio de The Wheel of Time

    • Cassy disse:

      Ler o que: o conto ou este artigo?😛

      • O Artigo eu já li. Mas eu quero ler o conto. Mas não quero tomar (muito) spoiler. Mas eu quero ler o conto. Mas não quero tomar (muito) spoiler… E por ai vai…

      • Cassy disse:

        Na realidade não tem spoilers das tramas dos livros em si. A minha recomendação para os veteranos se baseia no fato do conto ter sido escrito quando a série já estava na metade, pois é muito provável que o Jordan tenha se baseado no que havia sido dito sobre a Era das Lendas até o sétimo livro ao escrevê-lo.

        Como eu sei que vc não é paranóico com esse troço de spoiler, pode ler. Tive que deixar a recomendação para que ninguém me xingue depois e mesmo porque no Forum da série já colocaram que o conto é para os leitores avançados e para não destoar dos amigos e parecer que mando na série, preferi seguir a recomendação do Forum.

  1. Parece que cada dia que passa brotam novos textos do Jordan. Rsrs. Quero ver se algum dia a gente vai conseguir ler tudo. Mas bom saber sobre esses dois contos, nem conhecia.

  2. Pingback: Série A Roda do Tempo de Robert Jordan | D R A G O N M O U N T B O O K S

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s