Resenha: A Noite dos Mortos-Vivos E A Volta dos Mortos-Vivos, de John Russo

ZumbisTítulo: A Noite dos Mortos-Vivos e A Volta dos Mortos-Vivos

Título original: Undead: Night of the Living Dead and Return of the Living Dead

Autor: John Russo

Publicação: 05 de março de 2014

Número de páginas: 320 páginas

Editora: DarkSide® Books

ISBN: 9788566636208

Olá, pessoal! No início do mês de março, a Darkside Books, editora brasileira especializada na publicação de livros de fantasia e terror, lançou a adaptação literária do clássico do terror trash A Noite dos Mortos-Vivos (1968), escrita pelo co-roteirista do filme John Russo.

Para quem quiser saber mais sobre o filme, no site da editora é possível obter mais informações e curiosidades, e é possível também assistir ao filme. Além disso, na introdução do livro, intitulada O Nascimento dos Mortos-Vivos, o próprio John Russo  esclarece alguns detalhes envolvendo o processo de escrita do romance.

O livro traz também a adaptação para romance do roteiro de A Volta dos Mortos-Vivos, que nunca chegou a virar filme e foi escrito pelo próprio John Russo, Russ Streiner e Rudy Ricci. Portanto, são dois livros em um, repetindo a publicação americana de 2011, Undead: Night of the Living Dead and Return of the Living Dead.

A Noite dos Mortos-Vivos foi publicado em romance pela primeira vez no ano de 1974. Na história Bárbara e seu irmão Johnny vão visitar o túmulo do pai e acabam sendo atacados por estranhas criaturas. Bárbara consegue fugir, mesmo sem conhecer direito o local onde se encontra, e entra em uma casa aparentemente abandonada. Na casa ela encontra Ben, que também está fugindo das criaturas. Aos poucos, outras pessoas, sobreviventes de outros ataques, aparecem. As criaturas são reveladas como seres humanos mortos, despertado por algum motivo, um possível acidente espacial, e que se alimentam da carne dos vivos.

Quanto às criaturas, para quem já assistiu o filme não é difícil perceber que se trata de pessoas mortas, mas John preferiu tratar o assunto como fato desconhecido pelas personagens, que aos poucos vão sendo esclarecidas quanto a quem são as criaturas.

As criaturas em si, mesmo estando mortas, parecem ter um certo nível de inteligência, pela modo como agem ao atacar os vivos. Porém, o ataque serve apenas para suprir a necessidade básica de consumo de carne humana viva e em alguns trechos do livro é possível perceber que mesmo em grande número, eles não consegue ter um senso de cooperação e organização. Em nenhum momento, é usada a palavra zumbi para classificar os mortos-vivos. Na verdade, eles são chamados de agressores.

Quanto aos sobreviventes, gostei muito do Ben. Ele tem um senso de liderança incrível e sua atenção para certos detalhes também foi muito bem explorado pelo autor. Nota-se que a ação é não só uma maneira de tentar sobreviver, mas também uma maneira de lidar com o trauma sofrido. Em contrapartida, a personagem Bárbara é mostrada sempre prostrada, em estado catatônico ou em estado de pânico extremo. É uma pena, pois era uma personagem da qual eu esperava mais, por ver como ela agia no começo da obra. Dá para entender o porquê de tal atitude.

Os demais personagens servem para mostrar diferentes maneiras de se lidar com o trauma sofrido, incluindo a busca desesperada pela sobrevivência anulando qualquer sentimento de solidariedade, chegando bem perto de parecer uma atitude egoísta, mas totalmente compreensível, dadas as circunstâncias da trama.

A escrita é excelente, passa bem a tensão (e haja tensão!) de cada momento. A narração une bem o terror psicológico e o terror mais sangrento. O texto mostra muito bem como o instinto de sobrevivência quase transforma o ser humano em um ser irracional, um ser muito parecido com as criaturas das quais os personagens querem se manter longe.

O desfecho é surpreendente. Quem não viu o filme ou a refilmagem de 1990 será pego de surpresa.

A Volta dos Mortos-Vivos teve sua primeira publicação em 1977 e se passa dez anos após os acontecimentos de A Noite dos Mortos-Vivos. A história é bem parecida com a primeira parte, ou seja, os mortos estão de volta e sedentos por carne humana. A diferença está no fato dos personagens já terem uma vaga ideia de como enfrentar a situação, o que não impede que os ataques dos mortos-vivos sejam tão agressivos quanto há dez anos. Outra diferença foi um maior número de pontos de vistas que acabou trazendo mais ação e mais momentos tensos para a história.

John, mais uma vez, demonstra a falta  de humanidade em situações nas quais o ser humano luta pela sua sobrevivência, mas desta  vez de forma bem mais dramática e que passa um sentimento de indignação, embora dê para entender alguns comportamentos descritos nas cenas. Sem dúvida, o ser humano em situações elevadas de estresse tem o seu juízo de valor alterado e acaba por fazer escolhas duvidosas em prol da sua sobrevivência e que dificilmente as faria se o momento fosse diferente. São momentos que explicam determinadas ações, disso não há a menor dúvida, mas não justificam que se cometa atos que indiquem uma total falta de solidariedade. E é isso que John consegue passar ao leitor com perfeição.

O único problema em A Volta dos Mortos-Vivos foi a repetição na maneira de se descrever algumas das cenas dos livros, o que não estraga a leitura, mas não passa despercebido ao leitor mais atento.

Recomendo muito A Noite dos Mortos-Vivos e a Volta dos Mortos-Vivos para todos os fãs do gênero terror, especialmente para aqueles de estômago forte e que gostem de cenas bem sangrenta. Lembrando que o livro influenciou cineastas e escritores, entre eles, Quentin Tarantino, George Lucas, Stephem Kings e Steven Spielberg. Leiam!

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Resenhas, Romance, Suspense/Terror e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Resenha: A Noite dos Mortos-Vivos E A Volta dos Mortos-Vivos, de John Russo

  1. Maurilei disse:

    Gostei muito deste livro por conter ação o tempo todo e os finais inesperados que fiquei bem surpreso.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s