[Edição Brasileira]: Mistborn – O Império Final

Olá, pessoal! Deixo, hoje, a minha opinião sobre a edição brasileira de Mistborn: O Império Final, primeiro livro da trilogia (original) Mistborn, do escritor americano Brandon Sanderson.

Mistborn: O Império Final chegou nas livrarias brasileiras no mês de abril pela editora Leya Brasil. A espera foi longa, vários leitores brasileiros estavam ansiosos para conhecer mais um ótimo trabalho do Brandon Sanderson e eu não aguentei esperar, acabei lendo em inglês mesmo, na versão ebook (recentemente, comprei a edição física em formato pocket mesmo). A minha resenha pode ser lida aqui

No mês de junho, o livro ganhou a sua edição portuguesa pela editora Saída de Emergência e com uma arte de capa linda, feita pelo artista Luis Melo.

Aqui no Brasil, a arte de capa ficou a cargo do artista francês e já conhecido pelo público brasileiro Marc Simonetti. O Marc criou um trabalho exclusivo para a editora brasileira e no estilo tríptico que representa em uma só imagem as três capas dos três livros da trilogia. Um excelente trabalho com uma excelente escolha de cores e que agradou bastante ao fãs do autor. Eu sou muito suspeita para falar do Marc, adoro os trabalhos dele, com raríssimas exceções. A escolha dele como autor das artes de capa dos seus livros de fantasia foi uma das melhores ideias que a Leya Brasil teve, na minha humilde opinião.

Mistborn 1

As primeiras divulgações da capa apresentaram uma versão diferente da capa oficial. Na primeira divulgação tinha-se a imagem que acabou sendo a oficial, mas a capa apresentava apenas o título da série Mistborn e o nome em português do primeiro livro, ambos de modo bem chamativo. Na parte superior aparece o logotipo da editora. Acima dos títulos o nome do autor, ainda de forma bem discreta, o que me desagrada bastante, acho que o nome do autor deveria merecer sim mais destaque. Enfim, o nome do Brandon é facilmente percebido por estar acima dos títulos.

A versão oficial apresenta a mesma cena anteriormente divulgada, mas com a adição da expressão Nascidos da Bruma logo abaixo da expressão Mistborn. E abaixo de Mistborn, o detalhe onde se lê Livro 1. O nome do autor, para mim, ainda continua discreto demais em relação ao título, mas é algo que já vi nas edições originais.

Gostei muito das fontes usadas, principalmente na palavra Mistborn. Dando os devidos créditos: enquanto a arte de capa é do Marc Simonetti a elaboração da capa ficou a cargo de Rico Bacellar (a capa de Elantris também), conforme a ficha técnica apresenta no livro.

Mistborn capa final

Assim como Elantris, optei pela versão em ebook de Mistborn 1. Não tive problemas com o tamanho da fonte, que apresenta o tamanho padrão do Kobo e o livro possui os mapas e a tabela alomântica da edição original. Senti falta dos símbolos dos metais que aparecem no começo de cada capítulo e na tabela da edição original. Alguém me disse que a versão física tem os símbolos e agora não se é algum defeito do meu ebook (bem, não vou comprar outro para saber, fico com os símbolos da edição original).

Quanto à tradução, de uma forma geral, eu gostei muito. O texto como um todo me fez sentir o mesmo que senti durante a leitura do livro em inglês. Pode parecer meio obvio, mas há traduções que acabam com os livros, por isso a minha preocupação em ver como o texto do Brandon seria traduzido. Ler Mistborn 1 me fez querer ler a edição brasileira de Elantris e fiquei bastante satisfeita, até mais satisfeita, com a tradução de Elantris.

O que me fez ler Mistborn 1, na verdade, foi um diálogo específico do livro, o qual me fez rir muito e no qual um dos personagens possui um linguajar bem peculiar. Eu fiquei muito curiosa em saber como esse dialeto seria traduzido e gostei bastante do resultado. Assim, parti para a leitura do livro em si, mas reparei que as primeiras frases do tal personagem foram traduzidas como algo meio acaipirado, nada que estrague todo o trabalho feito no dialeto do personagem, mas estranhei.

Gostei da tradução de alguns termos, entre eles Mistborn/Nascido da Bruma, Mistings/Brumosos, Lord Ruler/Senhor Soberano, Mistwraith/Espectro da Bruma. Os nomes de alguns personagens também foram traduzidos, o que não me agradou tanto, mas entendo que era necessário para a trama. Algumas traduções foram bem literais como o puxar e o empurrar do uso dos poderes alomânticos, embora na minha mente sempre vinha algo como atrair ou repelir, mas a tradutora optou por algo mais literal e acertou.

A tradução ficou mais uma vez a cargo da tradutora Marcia Blasques, que fez um trabalho competente, embora mais para o mediano em relação à ótima tradução de Elantris. Reparei que não houve uma revisão de tradução, ou pelo menos não aparece na ficha técnica, o livro contou apenas com a revisão tradicional. Há algumas falhas quanto ao trabalho da revisão, inclusive erro de português, o que não condiz com a boa fama da editora.

Minha intenção não é difamar ou desconsiderar o trabalho da tradutora, da revisora e da editora, mas não posso deixar de citar falhas, mesmo de forma mais geral. Não vou entrar em detalhes. Na matéria passada, nos comentários, um leitor já citou alguns detalhes que valem a consideração da editora, caso esteja interessada. Eu inclusive mandei um email para a Leya Brasil, mas até o momento a editora não enviou qualquer resposta.

No mais, pessoal, o livro é excelente, uma história incrível bem contada, original e criativa do Brandon Sanderson. Acredito que o segundo livro seja publicado ainda neste segundo semestre (provavelmente esteja em processo de tradução). E torço muito para Mistborn continuar sendo sucesso aqui e assim a editora poder trazer The Stormlight Archive.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Curiosidades, Fantasia e Ficção Científica, Romance e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para [Edição Brasileira]: Mistborn – O Império Final

  1. Concordo com a maioria das observações, principalmente em relação ao destaque do autor. Não é sem motivo que o Brandon é um dos pilares da fantasia mundial, porquê não valorizá-lo como é feito com o Martin?

    Infelizmente encontrei alguns erros de revisão e é realmente triste encontrar isso em um livro de uma grande editora como a Leya.

  2. Zohar disse:

    Li Mistborn tb no formato pocket e realmente é uma série fantástica. O único defeito é q o Sanderson tem uma mania chata de colocar uma pitada do gênero YA em todos os livros dele.

    Sobre o personagem, vc só pode estar falando do Spook. Agora fiquei curioso pra saber como adaptaram o dialeto de rua dele rs

    Cassy, falando em edições brasileiras, vc tem mais alguma notícia sobre o lançamento da série Malazan por aqui?

    • Cassy disse:

      Olá, Zohar. Sim, eu me referia ao Spook. rsrs

      Sobre Malazan: o livro vai ficar mesmo para 2015, mas a boa notícia é que não será dividido como alguns leitores – eu inclusive – chegaram a temer.

  3. Laís Helena disse:

    Gostei bastante desse livro, a capa ficou muito boa. Sobre os símbolos dos metais, não tem em cada capítulo, mas tem um na lombada e outro em uma das orelhas. Quanto à tradução, não li em inglês para comparar, mas vi que o tradutor fez a maior confusão com o décimo metal (que era o atium) e o décimo primeiro (desconhecido). Mas é um excelente livro e eu mal vejo a hora de começar o segundo.

    • Cassy disse:

      Olá, Laís Helena! Pois é, alguém me falou dessa confusão sobre atium, não comentei diretamente no artigo, para não evitar spoilers. Sim, mesmo com os erros que apontei, o livro é ótimo sem sombra de dúvidas. E obrigada pelo esclarecimento sobre os símbolos, eles são muito importantes para a série.

  4. Maurilei disse:

    Acabei de terminar a leitura deste livro Cassy, e digo que está entre os melhores livros que li na minha vida em minha opinião. Não vejo a hora pra ler o segundo que logo teremos em mãos.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s