Resenha: O Livro do Silêncio, de PJ Pereira

Deuses de dois mundos 1Título: O Livro do Silêncio

Autor: PJ Pereira

Publicação: 25 de novembro de 2013

Número de páginas: 264 páginas

Editora: Da Boa Prosa

ISBN: 9788564684461

Antes de começar a resenha, na qual deixarei a minha opinião sobre a obra O Livro do Silêncio, gostaria de dizer que não serão aceitos quaisquer comentários que denotem intolerância religiosa e desrespeito à cultura  e à etnia africanas.

Enfim, se não gostam do tema, seja lá por quais razões, não percam o precioso tempo de vocês lendo este artigo. Existem várias matérias que tenho certeza agradaram aos seus gostos. Também não precisa perder tempo deixando comentários preconceituosos. E não compartilhem se o seu intuito é fazer piadas.

Bem, depois do absurdo de ter que lembrar a quem se diz leitor de como se comportar e mostrar respeito, vamos ao livro em si.

O Livro do Silêncio é o primeiro volume da trilogia Deuses de Dois Mundos, de autoria do PJ Pereira, e tem como tema a mitologia dos Orixás. Eu achei a proposta excelente. A cultura africana é parte da cultura brasileira e muitos descendentes de escravos, inclusive esta que vos escreve, tem um conhecimento mínimo, para não dizer nulo da cultura de seus ascendentes.

Obviamente, o livro por ser uma obra de fantasia, não é um guia da cultura africana, portanto, quem acha que sairá sabendo tudo sobre os Orixás vai se decepcionar. Aliás, fica claro que a ideia do autor é levar sim informações interessantes sobre essa cultura, mas também entreter o leitor e quem sabe desmistificar a má fama crença nos Orixás e isso de uma certa forma acaba sendo bem esclarecedor, pois há muitas semelhanças com outras culturas e mitologias que também  já foram temas de histórias fantásticas e, ao mesmo tempo, há uma peculiaridade que mostra o quanto é rica a cultura africana.

A trama em si é apresentada ao leitor em dois tempos e dois espaços diferentes e em capítulos intercalados. O que acontece é que parte da história é ambientada na África ancestral, onde temos o personagem Orunmilá em uma missão importante. e a outra parte é ambientada em São Paulo, no período atual, onde temos o New Fernandes, que também desempenha um papel importante na história.

Fica muito claro que as duas histórias vão se cruzar e eu gostei como isso acontece. Parece bem cliché, não vou mentir aqui, mas achei muito bem feito e muito bem colocado no contexto da história.

Durante a história, vamos tendo algumas informações interessante sobre os Orixás, sobre o local onde acontece a história. O PJ faz uma ambientação muito boa em cada cena, embora eu tenha me decepcionado um pouco com a África ancestral, pois eu gostaria que o autor tivesse feito uma construção de cenário um pouco mais detalhada. Imagino o quanto seria difícil tendo em vista que muito pouco se sabe da África antiga, mas eu esperava ver mais descrições das belezas naturais africanas.

Em compensação gostei de todos os personagens africanos. Todos foram muito bem criados pelo PJ dentro da mitologia tema da obra e ficaram bem autênticos.

Agora, o que é esse New Fernandes? O personagem é sim tudo que li a respeito dele em outras resenhas, mas quer saber? Eu adorei. Tenho uma tendência a gostar de personagens assim, principalmente quando são tão bem caracterizados. Na verdade, eu o achei mais revoltado e decepcionado do que arrogante e machista. Não vou traçar um perfil psicológico do personagem, mas me parece que toda aquela arrogância é mais uma defesa do que um ataque. e gente, vamos parar de ser hipócrita, quem no lugar dele, passando tudo que ele passou, não teria esse tipo de sentimento? Claro, existem aqueles que enfrentam melhor uma situação, mas isso não quer dizer que não sentindo o mesmo que o New.

Eu gostei, esperava mais detalhamento em alguns pontos, para ser sincera, mas o PJ fez um ótimo trabalho e que serve ao propósito de entreter e informar. Eu recomendo.

Não esqueçam de consultar o mapa no começo e o glossário no fim do livro.

Vou deixar o link para a página da trilogia, percebi que o PJ comunica-se muito bem com os seus leitores e está sempre aberto a trocar ideias: https://www.facebook.com/DeusesdeDoisMundos?ref=ts&fref=ts.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Resenha: O Livro do Silêncio, de PJ Pereira

  1. Legal saber tudo isso Cassy, pq eu teva esperando um livro muito cheio de clichês como é de praxe em livros nacionais. Gosto de tentar diferentes tipos de mitologia. Capaz que acabe dando uma chance pra esse.😀

  2. Ois Cassy,

    Parece ser interessante e sinceramente nunca vi comentários que levem à tua chamada de atenção no inicio, mas compreendo que por vezes mais vale chamar logo a atenção🙂

    Africa é mesmo um mistério e verdade o Brasil tem muito de Africa, algo que se davem orgulhar🙂

    Bjs

    • Cassy disse:

      A chamada de atenção foi necessária, amigo Corvo, eu não deixo passar ou apago os comentários que demonstram esse tipo de preconceito ou intolerância. Não é ligado ao continente africano em si, mas ao fevor religioso transformado em intolerância por alguns pessoas que se acham no direito de impor determinada crença.

  3. Cassy, acho que você tem razão quanto ao New.

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s