Resenha: Memnoch the Devil, de Anne Rice

Memnoch the DevilTítulo: Memnoch the Devil

Autora: Anne Rice

Publicação: 1995

Número de páginas: 434 páginas

Editora: Ballantine Books

ISBN: 9780345409676

Quinto volume da série As Crônicas Vampirescas, Memnoch the Devil continua os eventos narrados no livro anterior. O livro foi lançado no Brasil pela editora Rocco, sob o título Memnoch. E como o título sugere, o tema do livro novamente trata de assuntos ligados à religião.

Resolvi não esperar (quase) uma semana para publicar esta resenha com a minha opinião ao quinto livro, pois a trama trata de um aprofundamento daquilo que já havia sido falado no quarto livro, A História do Ladrão de Corpos, cuja resenha postei ontem.

Mais um vez temos as questões religiosas como base para os questionamentos do vampiro Lestat. Não é de se estranhar que a autora Anne Rice use o tema, pois quem lê os livros da autora e conhece a sua bibliografia sabe o quanto a religião e outros assuntos – filosofia, sociologia e história – são muito bem explorados pela autora em seu livro. E aqui não é diferente, tendo em vista que estamos diante de um personagem que diz ser o Diabo em pessoa e mostra ao Lestat – e para nós, leitores – os momentos que todos nós gostaríamos de ter testemunhado, tendo ou não uma religião, acreditando ou não na existência de Deus e demais entidades divinas e diabólicas.

É um livro que me agrada muito, não só porque a Anne Rice não tem qualquer receio em tratar os conceitos teológicos à sua própria maneira, sem intenção de doutrinar o leitor, mas também ela não desrespeita a religião, ou o direito de se ter uma religião, e se encaixa perfeitamente bem à trama do livro.

Não é difícil imaginar porque a autora resolveu traçar esse lado teológico na sua série vampiresca. Com os acontecimentos dos livros anteriores, os vampiros demonstram realmente se adaptar à sua nova condição como serres sombrios, porque assim eram as histórias que ouviam sobre criaturas consideradas seres das trevas e entre elas, estavam os vampiros. Quando tudo isso é desmitificado pelo Lestat, quando os vampiros se enxergam como criaturas que podem viver entre os seres humanos, os acontecimentos do terceiro livro acabam por confirmar o que muitos conheciam da natureza sombria e da força dos vampiros.

Além disso, alguns dos vampiros da série foram transformados séculos atrás e até milênios atrás, quando a sociedade criava as suas regras de conduta a partir de conceitos religiosos.

E eu gosto muito de ver como a Anne sabe colocar bem esses conceitos e aspectos dentro de um contexto envolvente e coerente com a história contada na série até este quinto livro.

Sem dúvida que tanto questionamento me levou a acreditar que o vampiro Lestat entraria em uma espécie de colapso mental, principalmente depois de tudo que ele viu e fez nos livros anteriores. Na verdade, cheguei a imaginar que esse colapso ocorreria no segundo ou no terceiro livro. E acho que prevendo esse tipo de especulação por parte dos leitores, a Anne deu ao livro um interessante desfecho.

Para não correr o risco de repetir o que eu disse na resenha do livro anterior, vou terminando este post, deixando a minha recomendação da série e lembrando que para um melhor entendimento, vale a pena seguir a ordem de publicação d’As Crônicas Vampirescas.

.:.Abraços e até próxima.:.

Anúncios

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Ficção Vampiresca, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Resenha: Memnoch the Devil, de Anne Rice

  1. Erica Leme disse:

    Nunca li Anne Rice, acredita?
    Nunca “surgiu” um livro dela na minha frente para ler… mas tenho muita vontade e curiosidade!!

    Beijos
    http://www.serleitora.com.br

  2. lionel disse:

    Já leu algo do Roger Zelazny, o maior gênio da raça humana? Se não, leia lord of light ou nine princes in amber agora e agradeça depois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s