Resenha: Entrevista com o Vampiro, a história de Cláudia, de Anne Rice

A história de CláudiaTítulo: Entrevista com o Vampiro, a história de Cláudia

Título original: Interview with the Vampire, Claudia’s Story

Autora: Anne Rice

Publicação: 2015

Número de páginas: 224 páginas

Editora: Rocco

ISBN: 9788532529725

Um super presente para os fãs daquela que é, indiscutivelmente, a maior escritora de narrativas vampirescas de todos os tempos: Anne Rice! Estou falando de Entrevista com o Vampiro, a história de Cláudia, lançado este ano pela editora Rocco. Primeiramente, todos os elogios à Rocco, que caprichou e fez um trabalho à altura da genialidade de Rice. O livro está impecável, primoroso. Trata-se de uma edição para colecionador, em formato HQ, com capa dura e título em letras douradas, tudo de muito bom gosto.

As páginas são de papel couchê de alta gramatura e as ilustrações, feitas pela talentosíssima Ashley Marie Witter, são verdadeiras obras de arte. Elas misturam técnicas de desenho barroco com traços de mangá, tudo isso em tons monocromáticos de sépia (marrons profundos e vermelhos amarronzados, simulando fotos envelhecidas), o que muito contribuiu para a construção de um cenário gótico hipnotizante da belíssima cidade de New Orleans, terra natal de Rice e cenário principal das aventuras de seus emblemáticos personagens.

E por falar nisso, a narrativa é a mesma da trama original de Entrevista com o Vampiro, lançado em 1976 e adaptado para as telonas do cinema em 1994. Portanto, o que temos em mãos é, basicamente, uma homenagem ao clássico que consagrou o estereótipo vampiresco andrógeno e sensual, tão marcante nos personagens de Anne Rice. A novidade está na condução da narração: desta vez é Cláudia quem nos conduz pelos meandros de um mundo sombrio, porém apaixonante. A estória é toda ela contada a partir da perspectiva da personagem-título, desde sua transformação por Lestat, até seu trágico fim, em Paris.

Temos, aqui, como não poderia deixar de acontecer, a tão elogiada dualidade visceral entre Lestat, o vampiro dominador, amoral e pragmático, e Louis, com sua “humanidade”, ternura e instinto protetor, tudo sob um insinuante enredo de sensualidade e traição, com muitos  personagens marcantes, cada qual à sua maneira, e em meio a vários dilemas morais que crescem na medida em que a trama ganha em dramaticidade. E, claro, não poderia deixar de falar de Cláudia, a figura cujos singulares traços de personalidade a colocam como uma das protagonistas mais complexas e bem construídas das crônicas vampirescas: uma predadora mortal aprisionada no corpo de uma criança, uma abominação entre seus pares, órfã e vítima, assassina e amante e, para muitos, monstro. Vemos, também, sob o olhar de Cláudia, novas perspectivas que renovam e enriquecem a narrativa original como as hostilidades crescentes entre ela e Lestat; seu caso de amor platônico com Louis; e sua busca desesperada por outros de sua espécie, com quem espera obter respostas sobre sua natureza.

A história de Cláudia ilustração

Enfim, devo dizer que levei mais tempo do que normalmente costumo para ler uma obra em HQ, culpa das ilustrações. Muitas vezes me peguei viajando nos detalhes do cenário, tão rico e exuberante, e, como dito, hipnotizante. Esta é uma obra que deve ser degustada em cada um de seus mínimos detalhes, com muita calma, por isso, eu a li duas vezes. Afinal, é Anne Rice, acho que não preciso dizer mais nada, a não ser, leiam, pois vale muito a pena!

Sobre Fábio Albergaria

É professor universitário, darwinista convicto, colecionador de livros antigos e, claro, viciado em tudo que tenha papel, tinta e muita imaginação. Brasiliense de nascimento, mas elantrino por vocação.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Ficção Vampiresca, Resenhas, Romance, Suspense/Terror e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Resenha: Entrevista com o Vampiro, a história de Cláudia, de Anne Rice

  1. Maurilei disse:

    Eu nem sabia que existia este livro em quadrinhos. Gostei muito da capa.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

  2. Fábio Queiroz disse:

    Maurilei ficou show de bola!!!! Vê-se, claramente, que esta é uma edição para colecionador, feita com muito cuidado e de altíssima qualidade.Eu também adorei a capa, aliás, foi a capa que me fez comprar o livro!

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s