[Dica]: Como começar a ler em inglês

Olá, pessoal! Eu recebo muitos elogios nos comentários sobre o fato de eu ler livros em inglês e esses elogios chegaram onde eu tanto temia: “Cassy, dá dicas de como ler em inglês”.

E por que eu temia essa pergunta, amigos? Bem, é uma grande responsabilidade dar dicas desse tipo quando muitos querem uma solução ou uma resposta miraculosa. Ninguém aqui vai terminar este artigo apto a ler Shakespeare, por exemplo, mas parece que muitos têm essa esperança.

keep-calm-and-read-in-english-6

Ainda tem o fato da minha experiência pessoal, que pode não funcionar para todos e a pessoa acabar ficando frustrada e achar que eu quero me expor só por falar em inglês. De qualquer maneira, acho sim que vale a pena os blogueiros que leem em inglês passarem dicas para ajudar aos que desejam muito como começar a ler livros em inglês. Creio que a pode ajudar, inclusive, em relação a outros idiomas.

Eu já fiz uma matéria explicando porque eu leio livros em inglês, mas não custa repetir que eu estudei inglês e hoje o idioma é a minha segunda língua, e não aprendi inglês para ler livros somente, aprendi porque sempre adorei o idioma, em especial o inglês americano. Então, eu aproveitei o fato de eu já ter um bom conhecimento do idioma e resolvi investir em leitura, não só para aprimorar o que eu tinha aprendido, mas também para ter acesso às obras que não tinham previsão de serem lançadas aqui no Brasil.

Os livros em inglês geralmente são mais baratos, dependendo da edição que se pretende comprar, além do fato das obras poderem ser lidas online ou mesmo baixadas (no caso de livros em domínio público).

Então, sem mais delongas, vamos às dicas:

1 – Gostar do idioma:

Ah, Cassy! Sério? Sim, meus queridos. Parece óbvio, mas não gostar do idioma no qual o livro que vocês pretendem ler está escrito e querer ler só porque você, seja lá por qual motivo, acha que dá conta, acaba transformando a sua leitura em um martírio. Já sofri isso com o francês. Quando se detesta uma língua forçar ou querer dar uma de cult não dá certo.

Não gosta do inglês, não tem problema. Existem muitos livros de fantasia e ficção científica publicados em espanhol, francês, italiano, até em japonês ou mandarim.

Agora, seja qual for o idioma, vocês devem lembrar que:

2 – O autor escreve para quem sabe ler em inglês:

Claro! Se a vontade é ler livros do Martin, Jordan, Sanderson, Lynch, entre outros, lembrem-se que são livros de literatura para adultos e escritos para quem já tem fluência no idioma, ou seja, não são livros escritos para quem está aprendendo uma língua estrangeira. Portanto, a narrativa e o estilo de escrita será aquele da língua culta, respeitando-se os padrões gramaticais do idioma, sem contar aí o que é permitido pela ficção.

Já vi muita gente em grupos literários esquecerem os seus próprios limites (e por que não dizer humildade?) e dizer que lerão determinada série em inglês mesmo. E começam. E daqui um tempo, está o sujeito sábio dizendo que a leitura está ruim, que o autor escreve de forma muito polida, mas quando, na realidade, a pessoa não se lembrou de verificar se o seu nível de inglês está apropriado para se ler aquele tipo de literatura.

Para isso:

3 – Verifique o seu nível de conhecimento do idioma:

É muito importante saber qual o seu nível de inglês (ou qualquer outro idioma). Não dá para ler Martin ou Sanderson estando em um nível básico, por exemplo. Claro, há casos e casos, mas, na maioria das vezes, sempre vejo os comentários de leitores frustrados.

O nível de conhecimento refere-se ao quanto você sabe do idioma e se divide em básico, intermediário e avançado. Alguns cursos de idioma inserem um nível acima do avançado, para desenvolver melhor a fluência do aluno.

Os níveis também são divididos em A1 (iniciante ou básico 1), A2 (básico 2 ou pré-intermediário), B1 (pré-intermediário ou intermediário 1), B2 (intermediário), C1 (avançado) e C2 (proficiente ou fluente).   Essa classificação varia um pouco de curso para curso, mas basicamente é a que eu coloquei aqui. Uma explicação melhor sobre cada nível pode ser lida aqui.

Eu entendo perfeitamente o que é querer muito ler um livro estando em um nível básico, arriscar-se e demorar mais do que tudo para chegar ao fim da obra. Aconteceu comigo recentemente, quando me aventurei a ler os contos dos irmãos Grimm em alemão, tendo somente o nível A1, ou seja, o nível básico.

Valeu a pena ter lido? Muito! Porém, se eu tivesse esperado um pouco e melhorado no alemão, com certeza eu teria aproveitado mais a leitura. Então, se vão se aventurar, pelo menos tenham ideia do seu nível no idioma estrangeiro, para não gastar dinheiro e tempo em algo que será torturante para vocês, e, no fim, vocês acabarem abandonando a leitura e comprando a edição nacional.

Se vocês fazem curso de idiomas, perguntem ao professor ou à professora de vocês qual o mais indicado. Geralmente, vejo outros leitores indicando livros YA, aqueles bem juvenis, ou livros infantis. No alemão, são justamente o que estão me servindo bem.

Não indico contos de fadas, pois possuem um inglês bem mais formal, inclusive com algumas expressões mais antigas. Também não indico a leitura de poemas em inglês.

4 – Livros paradidáticos:

Complementando a questão do seu nível de conhecimento do idioma estrangeiro, deixo a dica da leitura de livros paradidáticos de leitura/literatura facilitada. São livros publicados justamente para os estudantes de língua estrangeira, geralmente adaptações de clássicos, com uma linguagem e uma estrutura gramatical mais simples, de acordo com cada nível.

Acho o tipo livro ideal para quem quer começar a ler em inglês, estejam vocês cursando ou não uma escola de idiomas, e é o que está me ajudando muito com o aprendizado do alemão.

Para quem tem fluência no idioma, ou seja, fala, lê e escreve bem o inglês, não acho necessário o uso de livros paradidáticos. É uma opinião minha, baseada em minha própria experiência como leitora e podem discordar a vontade.

Para aqueles cuja fluência está somente na conversação, ou seja, fala bem, mas não lê ou escreve, a ajuda de um profissional do ensino de língua é o mais indicado.

Mais sobre leitura facilitada é só pesquisar no google. Estou evitando deixar links de editoras e livrarias aqui para não pensarem que é patrocínio ou parceria.

5 – O uso de dicionários:

Sim, usem dicionários. Óbvio que existem palavras que vocês não conhecem. Se isso acontece no português, por que não aconteceria em outra língua?

O uso do dicionário deve ser comedido, porém. Parar o texto toda hora, a cada palavra estranha que você encontre, sem dar chance do entendimento através do contexto, vai deixar a leitura bem enfadonha.

Não vou falar aqui o tipo de dicionário ideal. Existem vários no mercado, escolham o que vocês acharem melhor. Além disso, há diversos dicionários online.

Para os leitores de nível avançado, existem dicionários com explicação das verbetes em inglês.

.:. .:. .:.

Afinal, com essas dicas, eu posso ler em inglês? Sim, com essas dicas você pode começar a ler em inglês. Entretanto o seu conhecimento no idioma deve ser o suficiente para você entender o contexto da história, o desenvolvimento dos personagens e a ambientação. Ou seja, o seu conhecimento deve permitir que você compreenda o que está sendo contado.

Por isso saber o nível é importante, pois ajuda a definir qual tipo de texto é o ideal para você começar a ler.

Além disso, tem que se ter muita paciência, pois não se começa a ler em um idioma estrangeiro no mesmo ritmo que se lê no idioma pátrio. Portanto, não tenha pressa, leitura é entretenimento. Mais a mais, vocês não estão competindo. Leia no seu tempo.

Eu espero ter ajudado. Sei que não são dicas muito diferentes daquelas recomendadas em outros blogs, mas me pediram…

Sobre cursos de idiomas, acho que vale a pena. Não vou recomendar nenhuma escola específica. Se quiserem sugestões e mais dicas do que ler em inglês – aqui eu fique somente no campo literário -, podem me procurar no menu Contatos. Inclusive, sobre o idioma alemão.

Aos amigos e visitantes do blog que são professores de idiomas, a ajuda de vocês aqui será ótima para deixar mais dicas ou recomendar alguma que eu tenha esquecido.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Romance. Bookmark o link permanente.

14 respostas para [Dica]: Como começar a ler em inglês

  1. Lucas disse:

    Dica para quem gosta de fantasia: Steelheart de Brandon Sanderson é um dos livros mais indicados para começar no idioma. Linguagem bem simples e compreensível.

  2. Laís Helena disse:

    Estou começando a ler em inglês e achei suas dicas interessantes. Parei no pós-intermediário da Cultura Inglesa e já tinha lido alguns daqueles livros adaptados para estrangeiros, então achei a leitura de livros do Brandon Sanderson, por exemplo, não tão difíceis (até vejo gente recomendando como primeira leitura em inglês). Costumo usar o dicionário online da macmillan, na época em que fazia o curso os professores recomendavam, pois as definições das palavras estavam em inglês (e é interessante usá-lo durante a leitura, pois você não fica pensando em traduções). Mas, realmente, interromper toda hora para procurar no dicionário acaba deixando a leitura enfadonha, normalmente destaco as palavras (e o Kindle é muito útil para isso, pois além de ter dicionário, há a possibilidade de destacar palavras e adicionar notas).
    Além disso, na época em que estudava, tinha o costume de escrever uma frase com a palavra nova que havia aprendido, isso ajudava a reforçar o significado. Foi inspirado em uma atividade que a professora dava, onde toda semana os alunos precisavam ouvir uma música, filme, ler um livro e aprender uma nova palavra, escrevendo uma frase com ela. Já até pensei em voltar a fazer isso e jogar os minicontos no Wattpad para ver qual o resultado.

  3. Pedro disse:

    Uma dica que me ajudou muito quando comecei a ler livros de fantasia medieval, principalmente com relação ao vocabulário que pode ser um pouco diferente do que se aprende em escolas, tipo bordados, desenhos entalhados, palha e por aí vai, foi ler no kindle com ele programado pra traduzir (dicionário bilingue) quando vc buscar a definição da palavra. Clicar em cima da palavra que não conhece é muito melhor do que ficar com um outro livro procurando definição ou ficar sem entender.
    Agora me parece que na ultima atualização eles estão com um novo recurso que ainda não testei mas pode ajudar no aprendizado apesar de algumas vezes colocar uma definição meio fora de contexto e consequentemente errada. Automaticamente o livro seleciona umas palavras menos comuns e escreve seu significado, no idioma original do livro, como se fosse um dicionario automático, por exemplo, “discarted” ele escreve “to throw away”. Não sei se deu pra entender bem esse final mas qualquer coisa procurem pelo recurso dicas de vocabulário.

  4. Eu comecei com The Pagan Lord, do Bernard Cornwell, e depois fui pro Steelheart, do Brandon Sanderson. Como já tinha um inglês intermediário, achei tranquilo, perdia uma ou outra coisa que não entendia muito bem, mas o contexto geral ficou bem fácil de assimilar. Tudo questão de prática mesmo!

    http://desbravandolivros.blogspot.com.br/

    • Cassy Teodoro disse:

      Olá, Vagner! Pois é, começou bem e ainda leu mais dois calhamaços do Brandon! Disse tudo, a prática acaba sendo um fator importante, pois os autores repetem muito algumas expressões e palavras e com o tempo dá para pegar o contexto mais específico, mas entendendo no geral já é um bom começo. Valeu pelo comentário. Abs!

  5. Isa Prospero disse:

    Ótimo post! Em geral eu não recomendaria livros desses grandes da fantasia – Martin, Jordan, Sanderson – pra iniciantes, mas às vezes você quer tanto ler aquilo que se esforça e acaba aprendendo bastante no processo (quando li GOT pela primeira vez eu fazia até listas de vocabulário, haha. Martin me ensinou várias palavras!). Mas é, por que não começar mais light? Tem vários YAs legais por aí (inclusive de fantasia). =)

    • Cassy Teodoro disse:

      É aquele negócio, depende da experiência de cada um. No geral, concordo com vc, um YA ou um livro de leitura facilitada ajuda bastante o leitor a se acostumar a ler em inglês, mas a galera quer ler os grandes da fantasia, então o seu método de listas de vocabulário pode funcionar bem para outras pessoas tb. Aliás, vou usar no alemão. rsrs

  6. Diego disse:

    Eu não aguentei esperar pela Leya e acabei comprando a trilogia mistborn e esses serão os primeiros livros que irei ler em outra língua só resta saber se irei conseguir . Sei que esse não é o assunto do post , mas existe algum lugar no blog que recomendam lugares e lojas para comprar livros em ingles ? eu só conheço a livraria cultura e o preço de alguns livros são bem salgados (words of Radiance chegando a 90 reais por exemplo)

    • Cassy Teodoro disse:

      Eu compro pela Livraria Cultura mesmo, Diego. Já comprei também pela Saraiva, quando comecei a ler em inglês e só comprava livros do Stephen King, mas a livraria começou a demorar para entregar, dizer que faltava no estoque e a Cultura acabou sendo a minha única opção na época e até hoje dificilmente me deixa na mão, quando não tem no estoque, sugere outra edição com desconto se for o caso.

      Os preços da Cultura são bem salgados mesmo, mas existem planos de descontos como o mais cultura e até frete grátis dependendo da região onde vc mora. Eu pago o preço da Cultura, porque foi a única livraria que me tratou como consumidora sem que eu precisasse reclamar antes. O único livro físico que não consegui comprar lá foi o primeiro da trilogia do Prince of Nothing, que até hoje não li.

      Os sites Submarino e Amazon também vendem importados e são duas lojas que fazem bons descontos. Vc pode tentar nesses dois.

      Eu não fiz um post, porque tem visitante que acha que a gente quer que vocês comprem de loja X ou loja Y e não que o blog está apenas fazendo sugestões e tb pelo fato de termos tido parcerias com a Cultura e Submarino há tempos, então todo mundo acha que é jabá e não um texto informativo.

  7. Ed Aguiar disse:

    Oi. Eu agradeceria uma lista de livros em inglês, e um canal seu no youtube se possível.

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s