Resenha: Réquiem para a Liberdade, de Thiago Lee

requiem-para-a-liberdade-coverTítulo: Réquiem para a Liberdade

Autor: Thiago Lee

Publicação: 2015

Número de páginas: 220 páginas

Editora: wwlivros

ISBN: 9788568175309

Réquiem para a liberdade é uma obra nacional de fantasia que conta a história de Marko, um Liberto que está a procura de um grupo de pessoas para resolver questões de seu passado. Junto de seu amigo, Filip, Marko acaba por conhecer diversos locais e aprende que Liberdade e Escravidão podem se manifestar de diversas formas. 

Hoje em dia fala-se tanto em diversidade, no quanto é importante personagens que representem o ideal das pessoas esquecidas pelas regras sociais aristocráticas que ler um livro no qual o protagonista é um nagô, cujas características físicas são aquelas dos africanos, e que, mesmo sendo Liberto, ou seja, tendo os mesmos direitos que os demais membros da sociedade, ainda encontra barreiras ao exercício da sua liberdade, é uma leitura obrigatória para alguém como eu que compartilho situações parecidas com aquelas vividas pelo Marko e por quem se diz defensor da diversidade na literatura. Portanto, obra mais do que recomendada.

Também recomendo para aqueles leitores cujo desejo dentro do gênero é conhecer mais obras brasileiros do universo fantástico e ler algo que saia, um pouco, do eurocentrismo.

Mas atenção, embora o Thiago ainda use de elementos já bem tratados nos livros de fantasia, como aquelas cidades e vilas bem parecidas com as Idades Média e Moderna da Europa, questões sociais e religiosas, as intrigas, há também uma reconstrução do que é narrar uma história fantástica deixando de lado outros vários elementos e criaturas que habitam os universo da literatura fantástica.

A narrativa, embora muito direta, consegue passar bem o que o autor quer nos contar e não há como não simpatizar com o Marko, seu amigo Filip e os demais personagens que tanto contribuem com a história.

Por ser bem direta, como mencionado acima, não há um aprofundamento na construção dos cenários e nem muito detalhamento em relação aos personagens e aos locais, cultura, costumes, a não ser aquilo essencial à trama. Portanto, um livro mais do que indicado para aqueles leitores sem paciência para páginas e mais páginas de ambientação, descrição de vilas, da sua arquitetura, da aparência e vestimenta dos seus habitantes, dos costumes locais e história dos costumes locais, de sistemas de magia, de esquemas, de esquemas dentro de esquemas.

Confesso que senti muito a falta de detalhamentos, pois é algo que acho excelente nos livros de fantasia é o aprofundamento como forma de fazer com que vivenciemos de fato o que está acontecendo na história, mas em Réquiem para a Liberdade, realmente é algo que não faz a mínima falta.

Ainda sobre a narrativa, não posso deixar de comentar sobre os interlúdios que aparecem entre os capítulos e é uma importante parte da história de um dos personagens e ajuda a entender os seus propósitos. São trechos mais curtos e não atrapalham a continuidade da história assim que se entra no capítulo seguinte.

Sobre o desfecho do livro, achei bem apropriado para a história, além de deixar aquele gostinho de que há muito mais para ser contado e para finalizar esta resenha, deixo novamente a minha recomendação.

.:.Até mais, gente!.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Literatura Nacional, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s