Resenha: Biblioteca de Almas, de Ransom Riggs

biblioteca-de-almas-coverTítulo: Biblioteca de Almas

Título original: Library of Souls

Autor: Ransom Riggs

Publicação: 2016

Número de páginas: 411 páginas

Editora: Intrínseca

ISBN: 9788580579666

Uma leitura encantadora e totalmente diferente! Esse poderia ser o resumo da excelente série de Ransom Riggs – O Lar da srta. Peregrine para Crianças Peculiares – que, inclusive, estreou nas telonas do cinema esta semana. Então, caros amigos viciados em livros, para acompanhar as resenhas dos livros anteriores feitos aqui no blog, e, claro, aproveitando a grande exposição por conta do filme, nada melhor que prosear sobre o último livro da trilogia: Biblioteca de Almas.

Ao longo desta aventura, um misto de fantasia com ficção científica, acompanhamos uma intrépida trupe de crianças com poderes extraordinários – conhecidos como peculiares – e capazes de viver em fendas temporais. Devo dizer que comecei a leitura meio receoso, mas, quando me dei por conta, estava completamente envolvido com a trama que é, no mínimo, como diz o título, peculiar.

Nesta derradeira aventura, nossos protagonistas saem ao resgate das Ymbrynes, mulheres capazes de se transformar em aves e que atuam como guardiãs das fendas. Nessa missão quase suicida, nosso herói, Jacob, depois de muitos percalços como a perda traumática de seu avô, um peculiar que havia abandonado a fenda da srta. Peregrine há muito tempo – descobre uma poderosa habilidade capaz de mudar o jogo a favor de nossas crianças peculiares: um dos pontos altos do livro.

Além da aventura em si, que é muito legal, o livro também traz uma série de discussões relevantes sobre conviver com as diferenças e a dificuldade de ter que fazer escolhas difíceis, contudo, sem ser piegas ou cheio de clichês baratos. O final é até previsível, é verdade, mas muito coerente com a linha da narrativa, o que em nada diminui os méritos da obra quanto aos incontáveis momentos de divertimento proporcionados. Enfim, recomendo muito a leitura, sobretudo, aos que buscam algo diferente. Não à toa, ninguém menos que Tim Burton capitaneou a ideia de dar vida a estes incríveis personagens no cinema.

E falando em cinema… Bem, eu não gostei do filme. E não é porque seja ruim, muito pelo contrário, é bem interessante, mas, para o desespero dos fãs, totalmente diferente da estória original e, isso, me incomodou bastante. Quem leu, sabe muito bem do que estou falando! E quem não leu, recomendo muitíssimo que, antes de ir ao cinema, leia a série! Os livros são, muito, muito melhores que a adaptação feita. Então, amigos peculiares, é isso..esperamos seus comentários … e até a próxima!

Sobre Fábio Albergaria

É professor universitário, darwinista convicto, colecionador de livros antigos e, claro, viciado em tudo que tenha papel, tinta e muita imaginação. Brasiliense de nascimento, mas elantrino por vocação.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance, Suspense/Terror e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Resenha: Biblioteca de Almas, de Ransom Riggs

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s