Resenha: Segunda Fundação, de Isaac Asimov

Título: Second Foundation

Autor: Isaac Asimov

Publicação: 1953

Número de páginas: 279 páginas

Editora: Bantam Books

ISBN: 9780553293364

Originalmente publicado em 1953 pela editora Gnome Press, Second Foundation é o terceiro e último livro da trilogia original da série Fundação. O livro é a reunião de duas novelas publicadas na Astounding Magazine entre os anos de 1948 e 1950, que compõem as duas partes da obra. 

A história gira em torno da existência ou não de uma segunda Fundação e se seria de fato algo planejado por Hari Seldon e o que isso representaria para os demais habitantes da Galáxia, em especial para os habitantes da primeira Fundação. Além disso, parte da narrativa se dedica a tentar descobrir uma possível localização da segunda Fundação, caso de fato exista e quem seriam as pessoas envolvidas em sua formação e manutenção.

Além das questões tecnológicas, o conceito de Fundação apresentado ajuda a entender melhor o que foi contado nos livros anteriores, embora ainda tenham ficado algumas questões sem resposta que, creio, serão respondidas nos demais livros da série.

A narrativa, apesar de originalmente não ter sido elaborada na estrutura de romance e parecer truncada e cortada, segue uma sequência lógica de fatos e cronologia, o que ajuda a manter a coerência do que é contado.

Como obra que encerra uma fase do universo, atende bem ao esperado, em especial nas cenas finais que acabam sendo bem reveladoras e surpreende. Ainda assim, como mencionado acima, dúvidas quanto a alguns conceitos restam e podem ser resolvidas nos demais livros. Assim espero.

Apesar de para alguns leitores/especialistas em ficção científica não gostarem tanto de indicar as obras do autor por conta de suas atitudes machistas, sexistas e misóginas em algumas convenções, sem contar o desrespeito ao prêmio recebido por uma autor negro, acho válido para os fãs do gênero que ainda não tiveram essa oportunidade, ler as obras do Asimov, pois gostando ou não, a contribuição dele foi enorme para a literatura fantástica, em especial para a ficção científica.

Série recomendada.

.:.Até mais, gente!.:.

Sobre Cassy Teodoro

Fiel leitora de Stephen King. Fã de Supernatural, American Horror Story e filmes de terror. SJW. Green Ajah.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Resenha: Segunda Fundação, de Isaac Asimov

  1. Antonio Carlos da Silva disse:

    O primeiro livro que comprei na vida foi “Eu, robô de Asimov, a capa com um robô gigante cheio de antenas me atraiu, foi um custo convencer minha mãe que eu com 9 ou 10 anos não a estava enganando para comprar outra coisa, as mães da época eram muito desconfiadas… livro de que? …para quê, é para escola? se não chegar em casa com o livro você vai ver… não dá para emprestar de alguém..será que a filha da vizinha já não tem? Ufa! Como era difícil arrancar dinheiro de mãe. Era uma edição de bolso baratinha ,papel de jornal que vendiam em gondolas nas bancas, somente em bairros mais chiques como o Gonzaga onde tem muitas lojas, onde eu morava as bancas eram bem mixurucas. Fiquei admirado pela sua afirmação sobre Asimov, tento ler tudo que sai em forma de ficção, nunca me deparei com um artigo falando de seus desentedimentos em convenções ou coisa parecida, mas ele não morreu antes dessas polemicas da Internet? Ele já era bem velhinho foi criado e tinha a mentalidade de acordo com sua própria época, eu mesmo quando assistia aqueles seriados antigos como Terra de Gigantes, jamais passou pela minha cabeça se algum personagem sentia atração um pelo outro, o que empolgava a molecada eram as aventuras, a gente sabia no fundo que os principais nunca morriam mas torçíamos por eles assim mesmo, Veja bem moro no Brasil como iria saber que o bom doutor falou abobrinha. Nas histórias antigas pelo menos as que meu dinheirinho deu para comprar quase nem se falava em sexo, o importante sempre era sobreviver!. Não estou justificando nada que ele disse,não sou advogado dele, até porque não li , se puder passar o link dessas reportagens lhe agradeço.

    • Cassy Teodoro disse:

      Antonio, poderia responder ponto a ponto o que te deixou admirado, pq quando eu soube, através de outros blogueiros, tb fiquei. Só não pude deixar de colocar essa observação, pq tiveram pessoas que viram minhas resenhas e questionaram eu ler uma cara machista e preconceituoso como se eu não tivesse mentalidade para reconhecer comportamentos escrotos e como se eu não tivesse o direito de ler o que quero dentro dos clássicos de um gênero literário. De qualquer forma, vc vai continuar lendo e relendo Asimov, certo? Eu tb. Abs e volte sempre!

Deixem o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s