Resenha: Vikings – Berserker, de Eduardo Kasse

Título: Vikings: Berserker

Autor: Eduardo Kasse

Publicação: 2018

Número de páginas: 288 páginas

Editora: Draco

ISBN: 9788582432471

Vikings: Berseker é o primeiro romance de fantasia histórica da Saga Vikings, de autoria do autor Eduardo Kasse. A saga é composta também pelas HQs Vikings: Noite em Valhala e Vikings: Morte ao troll, ambas com colaboração de Carlos Sekko.

Vikings: Berserker conta a história de um grupo de jovens que, inspirados pelas lendas de seu povo, partem em busca de aventuras além mar  a bordo do navio Berserker. O grupo é liderado por Siv, a jovem filha de um jarl cujo desejo é desbravar o mundo, ao invés de se dedicar ao mundo doméstico das demais mulheres de seu povo.

A narrativa possui uma estrutura muito agradável, explorando muito bem o lado místico e histórico que permeia a cultura viking/nórdica, com referências aos deuses nórdicos, termos próprio da língua nórdica, além de mostra o papel de cada um dos personagens e a quebra de paradigmas do papel da mulher na sociedade, mostrando que também há espaço para as mulheres nas explorações de novos mundos, bem como na liderança espiritual do povo, além do já tradicional cuidado com o lado doméstico. Sem exageros de levantamento de bandeiras ou militância; sem desrespeitar, contudo, as reais lutas feministas.

A narrativa também se desenvolve de maneira muito fluída, característica da excelente escrita do autor, já tão ressaltada aqui neste blog por ocasião das resenhas dos livros da série Tempo de Sangue, com características mais voltadas para o gênero aventura, o que deixa o leitor muito atento, tenso, surpreso e bem satisfeito com o desenrolar da trama, ou seja, bem imerso na leitura.

É importante falar do livro em si, como um produto. O capricho da editora é incrível! A arte de capa é linda. Há desenhos de runas e escritos nórdicos nas páginas. A fonte tem um tamanho agradável, que não cansa o leitor durante a sua leitura. O papel é em tom amarelado, o que representa a preferência de muitos leitores em relação ao papel branco e possui uma grossura que não faz com que o livro seja muito fino e tenha uma boa aparência na estante.

Por fim, deixo a minha recomendação, pois o livro, mesmo com tantas outras obras sobre os vikings e a mitologia nórdica, acaba sendo uma obra diferenciada no gênero e merece a atenção de vocês, com certeza.

Este livro foi lido ao som do álbum Berserker e esta resenha foi escrita ao som da música The Way of Vikings, ambos da banda sueca Amon Amarth.

.:.Abraços e até a próxima!.:.

Sobre Cassy Teodoro

Constant Reader. SJW. Green Ajah.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Ficção Histórica/Romance Histórico, Literatura Nacional, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Resenha: Vikings – Berserker, de Eduardo Kasse

  1. Raphael disse:

    Obrigado pela recomendação.

Deixem o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s