Resenha: O Sangue dos Elfos, de Andrzej Sapkowski

Título: O Sangue dos Elfos

Título original: Krew elfów

Autor: Andrzej Sapkowski

Publicação: 1994

Número de páginas: 368 páginas

Editora: WMF Martins Fontes

ISBN: 9788578278137

O Sangue dos Elfos é o terceiro livro da série The Witcher, conhecida no Brasil como A saga do bruxo Geralt de Rívia. O livro, apesar de ser o primeiro romance da saga, serve de sequência para os acontecimentos narrados nos dois primeiro volumes, que eram contos.

A questão de ser o primeiro romance, para quem não entendeu, está relacionada com a estrutura narrativa. Neste terceiro implemento da série, o autor preferiu dar uma estrutura mais completa para a sua história, não repetindo a forma textual através de contos.

Sem dúvida, optar por essa forma de texto foi um acerto do autor. A história está mais coesa e com uma leitura bem mais agradável. Apesar disso, percebe-se da escrita (mesmo tratando-se de uma tradução), que foi um pouco difícil para o autor, pois os capítulos ainda possuem uma característica que mais lembram contos, ou seja textos com começo, meio e fim, e não apenas partes de uma história. Compreensível para um primeiro romance. (Viu, Doutores PHD em The Witcher?)

Sobre a história em si, gostei muito do que li, embora ainda não sinta pela série a mesma admiração que tenho por outras já lidas. Mesmo assim, tem sido uma boa fonte de entretenimento dentro do meu gênero literário favorito.

Conhecer através da Ciri, parte da rotina de treinamento dos bruxos e também dos ensinamentos das feiticeiras, foi bem esclarecedor. O autor demonstra ser um bom contador de histórias e cria momentos bem tensos e aprofunda bem a mitologia criada para a série. A questão dela mostrar aptidões que vão além do seu treinamento e que estão ligadas à sua ancestralidade é muito interessante e ajuda a entender a escolha do tema principal da obra.

A obra também retrata as conspirações políticas, o que não faltam em livros de fantasia inspirados no período medieval da história da Europa (e nossa, de certa maneira). Os estratagemas para se manter no poder, a hipocrisia da sociedade perante certos temas e tabus sociais, o trato com as peculiaridades femininas, mesmo se reconhecendo que mulheres podem fazer funções até então desempenhadas, na maioria das vezes, por homens.

O autor ganha muito o seu leitor nas falas dos personagens, seus pensamentos, o uso de certas expressões, suas opiniões sobre certas questões de ordem religiosa e social, a demonstração de seus conhecimentos e até os seus preconceitos. Tudo em diálogos precisos, perfeitos.

Por fim, deixo a recomendação da série e espero gostar muito dessa saga quando eu chegar ao seu final.

.:.Até mais, gente!.:.

Sobre Cassy Teodoro

Constant Reader. SJW. Green Ajah.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Resenha: O Sangue dos Elfos, de Andrzej Sapkowski

  1. Thiago disse:

    Ansioso para ler esses livros, ótima resenha.

  2. Paulo Dores disse:

    Oie Cassy,

    Espero que esteja tudo bem desse lado do atlântico em especial com os problemas “Covid”. Por aqui tudo bem tirando esta luta contra o “bicho”

    Gosto muito deste escritor e vai melhorando de livro, o surgimento de Ciri e a história ter “continuidade” veio a ajudar à qualidade quanto a mim. Adoro o humor negro do escritor 🙂

    Bjs, boas leituras e tudo de bom com a minha amiga 🙂

Deixem o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s