Resenha (filme): Papillon

Título: Papillon

Título original: Papillon

Duração: 151 minutos

Ano de produção: 1973

País de origem: França/EUA

Gênero: Biografia, drama, crime

Papillon relata os horrores da vida no cárcere e a tentativa de fuga de Henri Charrière, condenado à prisão perpétua por assassinato.

O filme é uma adaptação do livro de mesmo nome, que faz referência ao apelido de Henri por ele ter uma borboleta tatuada no peito. Na trama, Papillon é condenado pela justiça francesa à prisão perpétua e mandado para Guiana Francesa onde ele e outros cidadãos cumprirão as suas penas. O local é isolado para restringir as tentativas de fuga. Além disso, para cada tentativa e recaptura a pena é aumentada de dois a cinco anos, a depender do número de tentativas.

Na prisão, Papillon conhec,e entre outros condenados, Louis Dega, um famoso falsário cuja esperança é a sua esposa ajudá-lo a fugir. Ele e Papillon se tornam amigos depois de um certo acontecimento e por Dega saber como conseguir vantagens materiais mesmo estando preso, ele acaba sendo um importante aliado nos planos de fuga do protagonista.

Além de lidar com a questão da dura vida no cárcere – e, por favor, nada de política extremista aqui, é claro que quem comete um crime tem que ser exemplarmente punido de acordo com os rigores da lei – o filme mostra outras formas de cárcere, outras formas de isolamento social diferentes daquelas relacionadas ao cometimento de crimes, bem como trata da questão de pessoas serem condenadas com mais rigor pela origem e/ou pela sexualidade.

O filme foi indicado ao Oscar de melhor trilha sonora e ao Globo de Ouro pela excelente atuação do ator Steve McQueen. Aliás, Dustin Hoffman que interpreta Louis Dega também merece menção pela excelente atuação.

O desfecho do filme pode levar os seus espectadores a acreditar em mais de uma interpretação possível, porque é uma cena bem icônica, cheia de simbolismos. Ainda tem o fato do narrador dar o seu testemunho sobre o que se sucedeu após a cena.

Seja qual for a sua opinião sobre o sistema penal e o sistema carcerário, Papillon é um filme que compensa ser assistido, por mostrar muito mais do que um grupo de prisioneiros recebendo, de forma justa ou não, o seu apenamento.

Filme recomendado.

.:.Até mais, gente!.:.

Sobre Cassy Teodoro

Constant Reader. SJW. Green Ajah.
Esse post foi publicado em Filmes, Resenhas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixem o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s