Resenha: Prince of Chaos, de Roger Zelazny

Título: Prince of Chaos

Autor: Roger Zelazny

Publicação: 1991

Número de páginas: 241 páginas

Editora: Avon Books

ISBN: 9780380755028

Prince of Chaos, é o quinto e último livro do segundo ciclo da série The Chronicles of Amber, sendo, portanto, o décimo e último livro, fechando a saga iniciada por Nine Princes in Amber.

O título faz alusão ao protagonista dessa segunda parte da série e toda a intriga política que envolve a sucessão ao trono, dessa vez, das Cortes do Caos, terra natal do personagem principal.

Merlin se vê então envolvido em esquemas e intrigas planejadas por Dara, sua mãe e uma poderosa feiticeira das Cortes do Caos, ao mesmo tempo, em que tem que lidar com um de seus parentes e inimigos, além de ajudar Amber e as Cortes a não entrarem em guerra entre si e com outras nações. Sem contar, ainda, que o jovem está no meio da tentativa de equilíbrio de duas poderosas forças do universo: Pattern e Logrus.

Apesar de alguns conceitos mostrados ao leitor ajudarem e muito no entendimento dos primeiros livros da série, aqueles do primeiro ciclo, senti muita falta de uma melhor exploração do cenário. Embora ainda se tenha a ideia das Sombras e locais que parecem ser outras dimensões dos e entre os reinos de Amber e Chaos, muito ficou apenas para fazer parte de cenas e diálogos seguintes ao que era apresentado, deixando uma sensação de narrativa incompleta.

Embora feche toda a saga de Amber, acabar por ser um livro muito fraco narrativamente e com conclusões muito rápidas, não deixando aquela sensação de cada leitor interprete do seu jeito, mas sim de que havia mais a ser contado e, provavelmente, foi cortado da edição final.

Conceitos como a Joia do Julgamento, Ghostwheel, Frakir, Spikard, embora com alguns pequenos esclarecimentos, acabaram por serem usados, como citado acima, para servirem apenas para a cena seguinte ao que o autor mostrava sobre eles e depois eram completamente esquecidos, voltando novamente para uma cena específica. Em especial, o Ghostwheel que acaba desempenhando um papel bem importante até para o desfecho e ficou boa parte da narrativa esquecido entre os acontecimentos descritos pelo autor.

Mesmo assim, valeu fazer a releitura da série, principalmente em relação ao segundo ciclo cujos acontecimentos não ficaram muito claros na minha primeira leitura. Ler novamente ajudou a entender muitas coisas da série, apesar de tudo, em especial em relação ao cinco primeiros livros da série, que ainda são a melhor parte de toda a saga.

Por fim, fica a minha recomendação para quem quiser conhecer essa saga que sempre aparece nas listas de melhores séries de fantasia e, embora o segundo ciclo não seja tão bom quanto o primeiro, não dá para deixar de reconhecer que, no geral, a série Amber foi uma grande contribuição para o gênero fantástico.

.:.Até mais, gente!.:.

Sobre Cassy Teodoro

Constant Reader. SJW. Green Ajah.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas, Romance e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixem o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s