Resenha: Gardens of the Moon, de Steven Erikson

Gardens of the Moon capaTítulo: Gardens of the Moon

Autor: Steven Erikson

Publicação: originalmente, abril de 1999

Número de páginas: 666 páginas

Editora: Tor Books

ISBN: 9780765348784

Gardens of the moon é o primeiro livro da série Malazan Book of the Fallen. Grande parte da trama se passa no continente de Genabackis durante a campanha do Império Malazan para conquistar a cidade de Darujhistan.

Para não repetir o título do livro, usarei a abreviatura GotM. 

Como primeiro livro de uma série, o estilo é muito diferente do que se espera, o Erikson não se perde em explicações e histórias que precedem os acontecimentos da trama e o leitor é jogado na história sem ter um conhecimento prévio de alguns fatos. Apesar de ser um pouco confusa no começo, a trama não me pareceu tão complexa quanto pensei. Isso porque eu me concentrei na ideia da informação do começo deste artigo e procurei usá-la como fato para servir de base para eu entender o que estava acontecendo.

Assim, eu tive uma ideia, acho, do que se trata a história e isso me ajudou a entender o papel de cada personagem na história. Ao terminar o livro nota-se que há uma narração coerente, porém, o autor não a faz de uma forma convencional.

O fato é que eu gostei muito do livro e do estilo de escrita do Erikson. Gosto dessas escritas fora do comum. Além disso, achei que ele explorou muito bem os assuntos tratados no livro, mesmo aqueles já exaustivamente explorado em outros livros/séries, e as cenas foram muito bem descritas, mas sem exageros em detalhes desnecessários. O autor tem uma certa tendência a dar voz a pensamentos baseados em questões filosóficas e sociológicas, pertinentes ao momento de guerra pelo qual a trama passa, mas nada que vá convertê-los.

Gostei muito dos personagens, seres e criaturas apresentados pelo autor e mesmo que GotM não seja um livro introdutório convencional, é através dele que temos os primeiros contados com parte da mitologia do universo da série Malazan. E estou curiosa para ver mais detalhes desse universo nos demais livros da série e também nos livros escritos pelo Ian C. Esslemont.

Eu achei o sistema de magias muito interessante, mas tive um problema tentando entender os termos usados pelo autor. Pelo contexto dá para se ter uma ideia. Eu entendi alguns termos como uma forma de canalizar o poder ao qual se quer ter acesso, mas mesmo assim resolvi olhar na wiki, tomando cuidado com os spoilers de outros livros. O acesso em si me lembrou a abertura para o Poder Único da série A Roda do Tempo, mas o que me confundiu foi o que exatamente era acessado para se chegar ao poder que se queria usar. Enfim, consultei a wiki, esclareci o que eu queria saber, mas não tive uma explicação detalhada. Acho que isso somente nos demais livros da série mesmo. Então, paciência.

Eu gostei muito livro. Foi uma leitura agradável, apesar dos momentos confusos do começo. O desfecho foi muito bom, mas acho que Erikson poderia ter trabalhado mais no texto e ter escrito uma conclusão melhor, embora as pontas soltas para os próximos livros tenham ficado excelentes e instigam o leitor a continuar a série. Recomendo a leitura.

Por fim, a boa notícia para quem não pode ler livros em inglês é que a partir do ano que vem em 2016 a série será publicada no Brasil.

.:.Abraços e até a próxima.:.

Sobre Cassy Teodoro

Administradora e resenhista deste digníssimo blog. Aes Sedai da Ajah Verde, Curadora das Crônicas da Torre Branca e fiel ao Lorde Dragão Rand al'Thor.
Esse post foi publicado em Fantasia e Ficção Científica, Resenhas e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Resenha: Gardens of the Moon, de Steven Erikson

  1. Zohar disse:

    Cassy lendo Malazan? ATÉ QUE ENFIM!!!

    Garota, não se deixe desanimar com a falta de explicações do Erikson. Do segundo livro em diante a série engrena de forma espetacular. Só pra vc ter idéia, o segundo livro (Deadhouse Gates) se passa em outro continente.

    Persevere q mais pra frente TUDO vai se encaixar. Considere a série como um quebra-cabeças ao qual vc só começa com algumas peças e vai montando com o tempo.

    Olha, eu estou pra ver série q gratifica tanto uma releitura. E veja só que coincidência. Botei como meta reler Malazan inteiro e acabei de ler o Gardens of the Moon semana passada! rs

    Mas voltando ao primeiro livro, qual personagem vc mais gostou? E não vale dizer Anomander Rake! rs

  2. Ois,

    Bem estava previsto para este ano a publicação por cá, mas foi adiado para 2015, a ver se publicam pois gostava muito de ler estes livros, mas é um risco pois os livros são grandes e devem dividir, algo que as pessoas começam a reparar mais😉

    • Cassy disse:

      Olá, amigo Corvo! O risco em séries desse porte cai mais nos leitores do que na editora. Imagina se acontece o mesmo que fizeram com o Lynch? Aa duas editoras sabem o que têm em mãos.

  3. Pingback: Divulgação: Jardins da Lua, de Steven Erikson | .:.Dragonmountbooks.:.

Por favor, deixem os seus comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s